Revista

Diabetes gestacional é tema de atualização da equipe de obstetrícia

O encontro da equipe de obstetrícia da Santa Casa de Misericórdia de Santa Cruz do Rio Pardo, na noite de terça-feira (6), teve como tema Diabetes Gestacional, uma das patologias mais comuns durante a gravidez.

 

 

De acordo com a obstetra, Licy Braga Lages Paschoal, que ministrou a reunião de ontem, a doença não é um tópico fácil, pois não existe consenso nos protocolos nacionais e internacionais. A Diabetes Gestacional é confirmada no 28º mês de gravidez.

 

 

“É importante a mulher fazer o pré-natal para este diagnóstico, pois os sintomas se confundem com os da gravidez como polifagia (fome excessiva) e vontade de urinar com mais freqüência”.

 

 

Quando confirmada, a doença pode provocar uma série de problemas para a mãe e o feto. Entre as conseqüências para a mulher está o desenvolvimento de hipertensão e nefropatia (lesão ou doença do rim). Já para o feto a má formação e até óbito.

 

 

diabetes-gestacional-2

Obstetra, Licy fala sobre os riscos da diabetes gestacional

 

“Quando nascem os bebês com peso acima de 4.500 Kg, após uma análise pode ser diagnosticada a macrossomia (excesso de peso no recém-nascido), fato comum quando a mãe é acometida de diabetes gestacional. Neste caso as chances são grandes de a criança se tornar um futuro diabético”, comenta a médica.

 

 

A Diabetes Gestacional é diferente da tipo 1 e 2. “Caso a mulher tenha a diabetes na gestação ela deixará de ter a doença após o nascimento, mas se já é diabética seguirá com o quadro”.

 

 

Ao longo do encontro os médicos debateram sobre as formas de evitar a doença. É unanimidade ações como o combate ao sedentarismo, tabagismo e obesidade. “Estes cuidados devem ser tomados antes mesmo antes da gravidez, e durante a gestação é indicada a prática de atividade física através de exercícios aeróbicos moderados”.

 

 

As reuniões da obstetrícia são realizadas sempre nas primeiras terças do mês, na sala da diretoria do hospital. A iniciativa visa formatar protocolos para condutas da equipe médica em determinados quadros das pacientes.

Dente de leite não caiu e o dente permanente nasceu?

VER NOTÍCIA

Família é a grande parceira no atendimento domiciliar

VER NOTÍCIA

AleNeto Enfermagem discute envelhecimento saudável e assistência humanizada

VER NOTÍCIA