Policial

Segurança e diversão são aliados no transporte de crianças

 

 

Uso de assentos adequados e brincadeiras tornam o trajeto mais confortável e menos cansativo

 

Quando o assunto é transporte seguro de crianças, os adultos devem redobrar a atenção, seja no carro da família ou no veículo escolar. Estar preparado com entretenimento também contribui para que a criançada viaje tranquila. Pensando nisso, a CART- Concessionária Auto Raposo Tavares elenca dicas para guiar os papais pelo Corredor.

No volta às aulas alguns pais, pela correria do dia a dia, preferem empresas especializadas que levam as crianças de casa para a escola. Mas, antes de contratá-las é preciso verificar se a van ou ônibus foi vistoriado recentemente, se possui cinto de segurança para todos os passageiros, se há o registro no Detran e se o motorista possui CNH do tipo D, que o habilita para a condução de passageiros.

Além desses detalhes, tem a questão da segurança durante os trajetos. Os veículos possuem apenas o cinto de dois pontos, que segura a pessoa pela região pélvica do corpo. Até o momento não existe uma lei que obrigue o prestador de serviço a fornecer as cadeirinhas no transporte escolar. “O cinto de 2 pontos é mais adequado para crianças maiores, ou acima de 10 anos, já que a sustentação é um pouco menor do que o de 3 pontos, comum em carros. A criança sendo um pouco maior conseguirá se segurar em outras partes do banco ou veículo no caso de uma freada mais brusca”, alerta o engenheiro de Saúde e Segurança da CART, Nivaldo Bautz.

Para os pequenos de 1 a 4 anos a Concessionária sugere que os responsáveis disponibilizem a cadeirinha para a empresa contratada ou o assento de elevação para aqueles que pesam de 18 a 36 quilos, dessa forma eles ficam bem posicionados e protegidos.

Essas recomendações se estendem para a viagem em família e o trajeto por trechos urbanos. A partir do momento no qual o bebê sai da maternidade até completar 1 ano de idade ele deve ser colocado no bebê-conforto. Mesmo sendo pequeno, o equipamento traz mais segurança para ele do que o colo da mãe. De 1 a 4 anos a criança já pode utilizar a cadeirinha, posterior a esta idade o assento de elevação é a opção mais segura até os 10 anos. É importante reforçar que o uso desses acessórios deve seguir também as instruções do fabricante.

A atenção com as crianças também é válida se a família prefere a agilidade das motos para se locomover no dia a dia. Por lei, só é permitido que os pequenos andem em motocicletas  a partir dos 7 anos, no entanto, a altura também influencia. O recomendado é que eles alcancem os pedais da moto, sentem atrás do motorista e, principalmente, usem um capacete compatível.

 

Viagem divertida

Se o caminho for muito longo ou for a primeira viagem da criança pode acontecer de ela ficar estressada. Para evitar situações como essa, faça paradas regulares. No Corredor CART você encontra 12 paradas de descanso rápido, os SAUs- Serviços de Atendimento ao Usuário da CART– de Presidente Epitácio a Bauru, equipados com banheiros, fraldário, água gelada e atendimento personalizado. Além disso, prepare algumas distrações, assim o tempo passa mais rápido. Filmes, desenhos animados, brincar de adivinhar o significado das placas e pintar são algumas das atividades que podem ser feitas no banco de trás.

 

Dia das Crianças

Durante todo o dia 12 do mês de outubro, como incentivo ao uso do cinto, as crianças que passaram pelo corredor CART receberam a revistinha da Turma da Mônica, distribuída pela ARTESP- Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo. A ação aconteceu nas 9 praças de pedágio da CART.

Em 2016, a ARTESP iniciou a conscientização sobre o uso do cinto inclusive no banco traseiro e em veículos de transporte coletivo. Com os gibis, a Agência tem como objetivo transformar as crianças em multiplicadores da segurança viária em casa e na escola.

 

 

DEMUTRAN pede atenção aos motoristas em obras no bairro da Estação

VER NOTÍCIA

Ligação da rua Farmacêutico Alziro Souza Santos será liberada nesta segunda-feira (20)

VER NOTÍCIA

Departamento de trânsito divulga ruas proibidas de estacionar durante o Rock Rio Pardo

VER NOTÍCIA