Revista

Saiba alguns cuidados para evitar o uso do aparelho ortodôntico

 

 

 

O cuidado e a manutenção dos dentes de leite são fundamentais no desenvolvimento correto da face. Uma das principais funções deles é manter o espaço na arcada para o futuro dente permanente que o substituirá. Portanto, o ideal, é manter o dente de leite ate sua perda natural, pois a perda precoce causará problemas na mordida, como falta de espaço para o dente permanente futuro e apinhamentos (dentes tortos e juntos). “Então um bom cuidado com a saúde bucal também ajuda a prevenir o uso do aparelho ortodôntico”, informa a odontopediatra e ortodontista, Mayra Salaro.

No caso das crianças que têm habito de sucção de chupeta ou dedo, roer unhas, ou respiração pela boca, devido a problemas respiratórios, os pais devem ficar atentos, pois podem necessitar de intervenção ortodôntica.

“Por isso, é indicado remover esses hábitos o mais cedo possível, pois quanto mais prolongados, mas agridem a arcada dentária”, orienta a odontopediatra.

Mayra Salaro ressalta a importância dos cuidados com os dentes de leite

 

No entanto, mesmo a criança não tendo hábitos nocivos e mantendo a saúde bucal corretamente, pode necessitar de tratamento ortodôntico, poia há fatores genéticos que contribuem para o surgimento de más oclusões- nome dado à má posição e inter-relação dos dentes. Quando um paciente tem este problema, costuma-se dizer que tem “dentes tortos” ou “mordida errada”. Segundo alguns estudos, aproximadamente 87% da população brasileira apresentam algum tipo de maloclusão.

Recomenda-se consultar um Ortodontista a partir dos 5 (cinco) anos de idade. Isto porém, não significa que todas as crianças irão iniciar o tratamento com esta idade. É necessária uma avaliação criteriosa de cada paciente, pois há muitos fatores que podem determinar a necessidade de uma intervenção ortodôntica. A grande vantagem de uma intervenção precoce, quando necessária, é poupar o paciente de tratamentos mais complexos no futuro, visto que muitas más-oclusões quando diagnosticadas precocemente, podem ser tratadas mais facilmente, pois a criança encontra-se em fase de crescimento.

Contrariamente do que se pensa, não existe limite de idade para o uso do aparelho ortodôntico. Pacientes adultos ou até mesmo idosos podem se beneficiar dos seus efeitos corretivos sem problema algum. “Claro, que uma avaliação criteriosa da saúde gengival deve ser realizada antes do tratamento. Mas não custa lembrar os pacientes que nunca é tarde para a busca por um sorriso perfeito e alinhado”, finaliza Mayra.

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA