Revista

Isaac Augusto é o primeiro bebê do ano, na Santa Casa de Santa Cruz

 

 

O primeiro recém-nascido de 2017, na Santa Casa de Misericórdia, em Santa Cruz do Rio Pardo, é Isaac Augusto Sanches de Oliveira. O bebê veio ao mundo às 9h40 de segunda-feira (2).

Filho de Ana Carolina Sanches de Oliveira e Rodrigo de Oliveira, o bebê nasceu pesando 3.105 Kg e medindo 47 Cm. O médico responsável pelo parto foi o obstetra, José Antônio Peres.

Em 2016 foram realizados na Santa Casa uma média de 61 partos por mês. Ao todo, no ano passado, foram 734 partos, destes 502 cesáreas e 232 normais. O mês com o maior número de partos foi março com 82. Em julho foi registrado o menor número com 54 partos.

De acordo com o levantamento, 68% dos partos realizados em Santa Cruz foram cesáreas, enquanto o preconizado pelo Ministério da Saúde é de 30%.

Em nível de Brasil, o cenário não é diferente, pois as cesáreas se tornaram, ao longo dos últimos anos, a principal via de nascimento do país, chegando a 55% dos partos realizados no país e em alarmantes 84,6% nos serviços privados de saúde. No sistema público, a taxa é de 40%.

No ano passado o Ministério da Saúde lançou um protocolo com diretrizes para o parto cesariana. O documento visa derrubar o mito de que a cesárea é mais segura e que o parto normal é sempre um procedimento de dor e sofrimento, além de auxiliar na busca das melhores práticas em saúde. Além disso, é obrigatória a cientificação da gestante, ou de seu responsável legal, dos potenciais riscos e eventos adversos relacionados ao procedimento cirúrgico ou uso de medicamentos para a operação cesariana.

BENEFÍCIOS DO PARTO NORMAL

Entre os benefícios do parto normal está a recuperação mais rápida, sendo assim a mulher consegue cuidar de si e do bebê com mais facilidade, poucas horas após o nascimento da criança. Não é necessária a ingestão de muitos medicamentos.

O parto normal também traz benefícios aos bebês. Para a criança significa vencer o primeiro obstáculo, além disso, durante a passagem pelo canal do parto, o bebê é massageado e serve como estímulo para melhoria na respiração, pois após a saída do corpo da mãe, a criança elimina o líquido amniótico dos pulmões.

Para incentivo ao normal, a Santa Casa de Santa Cruz, conta com enfermeiras aptas a acompanhar o trabalho de parto.

 

 

AME Ourinhos destaca programas de prevenção de saúde da mulher e do homem

VER NOTÍCIA

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA