Revista

Santa Casa de Santa Cruz registra 5.007 internações em 2016

 

 

Ao longo do ano passado foram registradas na Santa Casa de Misericórdia de Santa Cruz do Rio Pardo, 5.007 internações. O número é menor em relação a 2015, quando foram 5.589 internações.

O cenário é influenciado por uma queda nas internações nos três segmentos atendidos no hospital: SUS (Sistema Único de Saúde), particular e convênio.

No ano passado, foram registradas 3.081 internações pelo SUS, o que significa 61,5% do total, percentual que supera o índice exigido para a manutenção do título de filantropia à Santa Casa. No entanto, os registros de internações são pouco menores na comparação com 2015, quando foram 3.127.

Já nos convênios, a diferença é maior, de 1.713, em 2015, para 1.256, em 2016. Nos particulares a queda foi acentuada de 749 em 2015 para 670 em 2016.

“A queda nas internações através de convênios e particulares, impacta diretamente na receita da instituição. Com a crise econômica, o mesmo é observado em diversos hospitais espalhados pelo país, o que tem prejudicado o fluxo do caixa”, explica a administradora da Santa Casa, Andreia Laudácio.

Para tentar driblar estas dificuldades, influenciadas também pela defasagem da tabela SUS, a Santa Casa de Santa Cruz conta com as doações realizadas por meio do serviço de telemarketing, créditos da Nota Fiscal Paulista, serviços voluntários, apoio da ONG Acorda Santa Cruz, que atua na reforma de quartos do hospital, e doações de produtos de limpeza e alimentícios pela sociedade.

Os atendimentos ambulatoriais, realizados no Pronto Atendimento da Santa Casa, também reduziram no último ano. Foram 31.380 no ano passado frente a 33.656 em 2015. Do total, 13.818 são referentes ao SUS, 15.127 convênios e apenas 2.435 particulares.

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA