Revista

Com dinheiro da saúde e cultura, lixo de Santa Cruz será levado para Piratininga

 

 

O secretário Municipal de Meio Ambiente de Santa Cruz do Rio Pardo, Luciano Massoca, deve ir ainda neste sábado (04) até a cidade de Piratininga para assinar contrato com a empresa que irá receber naquela cidade o lixo de Santa Cruz.

“Trabalhamos o dia todo preparando documentos para assinatura do contrato, amanhã mesmo sendo sábado e vou até a empresa em Piratininga e se tudo correr bem de imediato o lixo começa a ser transportado para aquela cidade, quero aproveitar para tranquilizar a população, graças as rápidas medidas tomadas pelo prefeito a coleta de lixo não será prejudicada” disse Luciano Massoca no final da tarde desta quinta-feira para a reportagem do Grupo SCN.

Entre as medidas citadas por Massoca está um decreto assinado pelo prefeito Otacílio Parras Assis declarando emergência sanitária e ambiental na cidade, o decreto se fez necessário para possibilitar a prefeitura contratar uma empresa para receber o lixo de Santa Cruz sem a abertura de licitação.

Segundo informação do próprio prefeito esse serviço deverá ficar em torno de R$ 1.300.000,00 por seis meses. e o dinheiro sairá das pastas da saúde e cultura.

“Vamos diminuir pela metade as cirurgias eletivas, já estamos cortando um médico extra da UPA, e também médicos extras do postos de saúde, não temos outra opção, estamos gastando 30% do orçamento do município com saúde e por lei somos obrigados a gastar 15%, sendo assim temos usar esse dinheiro da saúde” disse o prefeito em entrevista do jornalista Diego Singolani da Radio 104 FM.

A cultura também deverá ser afetada, e dinheiro previsto para Rock Rio Pardo deverá ser reduzido.

O aterro sanitário de Santa Cruz foi interditado e lacrado pela CETESB na quinta-feira (02) com a presença do Secretário Estadual do Meio Ambiente, Ricardo Sales.

E na entrevista para Diego o prefeito voltou a criticar a atitude de Ricardo Sales “Urgência era a decisão politica dele, comparecer de helicóptero e fazer um espetáculo circense com a presença da Rede Globo, isso sim era urgência deste secretário, eu sei que nunca foi rotina de nenhum secretário de estado deste governo ou governo de anteriores tomar uma atitude como essa, nunca vi uma coisa dessa, uma deselegância tão grande, uma falta de preparo, uma falta de educação e respeito com ao poder local e a população de Santa como um todo, ele não tem preparo suficiente para o trato público, ele esta querendo usar isso como massa de manobra, ele já foi candidato a deputado em 2012 e teve apenas 28 mil votos, foi candidato a vereador em São Paulo e desistiu no meio caminho, se você procurar nas redes sociais, no sites informações sobre esse secretário você não irá achar nada que o abone, você irá encontrar apenas coisas que o desabone” desabafou Otacílio.

Desde a interdição Otacílio está tecendo fortes críticas pela atitude tomada pela Secretário Estadual de Meio Ambiente, Ricardo Sales.

 

A CEBEST interditou o aterro sanitário de Santa Cruz alegando em seu laudo que o local já não tem mais capacidade para receber resíduos, além disso o laudo diz que as condições de operações sãos péssimas, colocando em risco a população e o meio ambiente. O órgão estadual também revelou que já multou a cidade várias vezes e apenas medidas paliativas foram tomadas, não resolvendo o problema. 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA