Revista

Investimento em quartos de hotéis é alternativa no mercado imobiliário

 

 

A Imobiliária Status firmou recentemente parceria com a BHG, administradora de várias redes hoteleiras no Brasil e fora do país. Esta é mais uma opção para os clientes, tendo em vista as vantagens deste investimento.

Isto porque, a locação costumeira de imóveis, um investimento usual em nossa região, possui riscos. Os mais comuns são: imóvel desocupado por muito tempo gerando prejuízo; inquilino que atrasa aluguel ou dá ensejo a uma ação de despejo e reformas para conservação do imóvel a cada ano. “Para quem quer uma alternativa para investir, sem deixar de comprar imóveis, apostar em um negócio extremamente seguro e sem esses riscos, vale a pena pensar com carinho na compra de um quarto de hotel, afinal a frequência diária é altíssima durante toda semana e a inadimplência nesses casos é praticamente zero”, explica o empresário João Rafael Brandini Nantes, Imobiliária Status, que visitou recentemente o local onde será o Soft Inn Pinheiros, uma região valorizada. “Por isso vislumbrei uma oportunidade de oferecer a clientes e amigos”.

A parceria se deu após contato uma corretora que reside em São Paulo, mas que é de Santa Cruz. A Juliana Silva (Kika) que atua na BHG. “Achei interessante, um investimento fantástico. Decidimos fazer uma parceria pela confiança que ela transmitiu à nossa equipe”, contou o empresário.

Para os interessados, o escritório da imobiliária fará a intermediação até os gerentes de venda da empresa, que irão conduzir e fazer toda a tramitação contratual para o cliente. É simples e pouco burocrático.

Juliana, corretora na BHG, administradora do Hotel Soft Inn Pinheiros

 

A partir do momento em que o Soft Inn Pinheiros for inaugurado, o cliente passa a receber o valor referente ao percentual de ocupação mensal do hotel. Na pior das hipóteses, a quantia repassada é ainda maior que um valor de aluguel. A média de ocupação de hóspedes na capital nos últimos 10 anos, foi de 60% (fonte: www.observatoriodoturismo.com.br). Nas medições mais recentes, chegou a bater a casa dos 70%. Isso significa dizer que, em síntese, descontados valores de administração e outras despesas, o cliente receberia quase 0,7% ao mês, considerando o capital investido em um quarto de hotel. Valor bem acima do percentual recebido por alguns proprietários de imóveis em Santa Cruz do Rio Pardo (média de 0,4% nos últimos meses).

De acordo com a corretora Juliana, da BHG, a parceria visa proporcionar e compartilhar com os parceiros a experiência vivida na Capital, levando aos clientes uma oportunidade que até então não existe na região.   
“Escolhemos a Imobiliária Status por ser referência em negócios imobiliários na região.

Esta área do Estado tem crescido muito e seus investimentos potencializam novos negócios, tanto para região como na Capital”, menciona Juliana.    

 Segundo a corretora os investidores podem ter a certeza de apostar em um projeto de grande aceitação de mercado.      

“São Paulo é uma cidade que respira investimentos, oportunidades e investir em condo-hotel é ter a garantia de um investimento atrelado a um imóvel, com matrícula individualizada, sem as preocupações tradicionais como inquilino, reforma e inadimplência, troque inquilinos por hóspedes o ano inteiro e deixe a administração profissional por conta da BHG”, finaliza Juliana.

 

A partir da inauguração, o cliente passa a receber o valor referente ao percentual de ocupação mensal do hotel

 

 

 

 

Santa Casa recebe R$ 50 mil em doação de empresa santa-cruzense

VER NOTÍCIA

Fazenda notifica proprietários de 1,6 milhão veículos com débitos de IPVA

VER NOTÍCIA

Comitiva de importadores de arroz chega ao país

VER NOTÍCIA