Revista

Investimento em quartos de hotéis é alternativa no mercado imobiliário

 

 

A Imobiliária Status firmou recentemente parceria com a BHG, administradora de várias redes hoteleiras no Brasil e fora do país. Esta é mais uma opção para os clientes, tendo em vista as vantagens deste investimento.

Isto porque, a locação costumeira de imóveis, um investimento usual em nossa região, possui riscos. Os mais comuns são: imóvel desocupado por muito tempo gerando prejuízo; inquilino que atrasa aluguel ou dá ensejo a uma ação de despejo e reformas para conservação do imóvel a cada ano. “Para quem quer uma alternativa para investir, sem deixar de comprar imóveis, apostar em um negócio extremamente seguro e sem esses riscos, vale a pena pensar com carinho na compra de um quarto de hotel, afinal a frequência diária é altíssima durante toda semana e a inadimplência nesses casos é praticamente zero”, explica o empresário João Rafael Brandini Nantes, Imobiliária Status, que visitou recentemente o local onde será o Soft Inn Pinheiros, uma região valorizada. “Por isso vislumbrei uma oportunidade de oferecer a clientes e amigos”.

A parceria se deu após contato uma corretora que reside em São Paulo, mas que é de Santa Cruz. A Juliana Silva (Kika) que atua na BHG. “Achei interessante, um investimento fantástico. Decidimos fazer uma parceria pela confiança que ela transmitiu à nossa equipe”, contou o empresário.

Para os interessados, o escritório da imobiliária fará a intermediação até os gerentes de venda da empresa, que irão conduzir e fazer toda a tramitação contratual para o cliente. É simples e pouco burocrático.

Juliana, corretora na BHG, administradora do Hotel Soft Inn Pinheiros

 

A partir do momento em que o Soft Inn Pinheiros for inaugurado, o cliente passa a receber o valor referente ao percentual de ocupação mensal do hotel. Na pior das hipóteses, a quantia repassada é ainda maior que um valor de aluguel. A média de ocupação de hóspedes na capital nos últimos 10 anos, foi de 60% (fonte: www.observatoriodoturismo.com.br). Nas medições mais recentes, chegou a bater a casa dos 70%. Isso significa dizer que, em síntese, descontados valores de administração e outras despesas, o cliente receberia quase 0,7% ao mês, considerando o capital investido em um quarto de hotel. Valor bem acima do percentual recebido por alguns proprietários de imóveis em Santa Cruz do Rio Pardo (média de 0,4% nos últimos meses).

De acordo com a corretora Juliana, da BHG, a parceria visa proporcionar e compartilhar com os parceiros a experiência vivida na Capital, levando aos clientes uma oportunidade que até então não existe na região.   
“Escolhemos a Imobiliária Status por ser referência em negócios imobiliários na região.

Esta área do Estado tem crescido muito e seus investimentos potencializam novos negócios, tanto para região como na Capital”, menciona Juliana.    

 Segundo a corretora os investidores podem ter a certeza de apostar em um projeto de grande aceitação de mercado.      

“São Paulo é uma cidade que respira investimentos, oportunidades e investir em condo-hotel é ter a garantia de um investimento atrelado a um imóvel, com matrícula individualizada, sem as preocupações tradicionais como inquilino, reforma e inadimplência, troque inquilinos por hóspedes o ano inteiro e deixe a administração profissional por conta da BHG”, finaliza Juliana.

 

A partir da inauguração, o cliente passa a receber o valor referente ao percentual de ocupação mensal do hotel

 

 

 

 

CART é premiada no evento “Concessionária do ano 2016” da ARTESP

VER NOTÍCIA

Vereador apresenta moção de repúdio para agência do Banco do Brasil

VER NOTÍCIA

MEI tem até 31 de maio para apresentar declaração

VER NOTÍCIA