Entretenimento

Domingo tem “Grito de Carnaval” com o bloco Acadêmicos da Estação

 

 

Em 2013, instrumentistas do Bairro da Estação formaram o Bloco Acadêmicos da Estação com a intenção de recomeçar o agito da saudosa Escola de Samba Unidos da Baixada, fundada em 1978 por Ubirani Gonçalves e seu amigo Pitaca.  A “Unidos da Baixada” já homenageou Orlando Villas Bôas, com letra de Dedé Correa e Umberto Magnani, com samba enredo de Ubirani e Mário Nelli. Por não ter um reduto, a escola foi perdendo a sua força e acabou com o passar dos anos.

Foi em um domingo de apresentação do “Pagode da Horta” no Bairro da Estação e com apoio do atual governo que um grupo se animou para formar o bloco Acadêmicos da Estação e voltar a desfilar na avenida. O Pagode da Horta é uma reunião de sambistas organizada por uma família tradicional do bairro. Eles fecham uma rua todo final de ano, sempre de domingo, para tocar samba até o sol raiar.

Isaias Braz Nascimento, o Zaião, é um dos organizadores do bloco e disse em entrevista que atualmente tem instrumentos comprados com apoio da Secretaria da Cultura e de empresas patrocinadoras. Destacou que o maior sonho dos integrantes do bloco é ter um reduto para trabalharem o ano todo para o carnaval. A intenção é angariar recursos através de eventos, aproveitar o espaço para manutenção dos instrumentos e confecção de fantasias e, assim, formar novamente uma Escola de Samba do Bairro da Estação. 

E neste domingo (19) o bloco Acadêmicos da Estação irá se apresentar no coreto da Praça do Jardim a partir das 20H00.

 

 

Orquestra de Câmara Santa Cruz faz apresentação em Homenagem aos Pais

VER NOTÍCIA

Projeto Guri está com vagas abertas

VER NOTÍCIA

Orquestra Santa Cruz participa de quermesse na Praça da Matriz

VER NOTÍCIA