Policial

Será? Advogado de Sueli Feitosa promete novidades para a próxima semana

 

 

Em entrevista para a Rádio Difusora o advogado de Sueli Feitosa, Antonio Godoi Maruca, prometeu estar em Santa Cruz na próxima semana onde vai atender a imprensa, e promete conversar com Sueli Feitosa, com o tema, Delação Premiada.

 

A Policia Civil de Santa Cruz do Rio Pardo está terminando o primeiro inquérito da investigação do desvio de milhões de reais da prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo, e o resultado será o indiciamento da ex Chefe de Tesouraria do município, Sueli Feitosa, nos crimes de Peculato, Falsidade Ideológica, Falsificação de Documentos Públicos, Associação Criminosa e Lavagem de Dinheiro.

Além de complicar a sua situação, Feitosa também afetou gravemente seus familiares, já que sua mãe, três irmãs e dois cunhados estão sendo indiciados por Associação Criminosa e Lavagem de Dinheiro.

Um dos cunhados inclusive está preso, e na manhã desta sexta-feira (03) os delegados Renato Caldeira Mardegan e Valdir Alves de Oliveira, foram até a penitenciária de Cerqueira César para ouvi-lo novamente, e pelo jeito a viagem foi improdutiva para as autoridades.

“Infelizmente não falou nada de novo, continua insistindo que os seus bens foram comprados sem a ajuda de Sueli, mudou muita pouca coisa em relação ao seu primeiro depoimento” disse Dr. Renato Mardegan.

Existia a expectativa de que os delegados também fossem até a cidade de Pirajuí onde Sueli Feitosa está presa “Não iremos mais ouvi-la, não para este inquérito, a não ser que ela resolva falar, se depender da Policia Civil vamos voltar a ouvir a Sueli apenas na investigação do segundo inquérito” concluiu Mardegan.

Isso pode mudar após uma entrevista concedida nesta tarde pelo advogado de Sueli Feitosa, Antonio Godoy Maruca, onde ele disse que na próxima semana estará em Santa Cruz, mas antes promete conversar com a Sueli e sugerir a delação premiada, o problema que não á a primeira vez que isso é prometido e não acontece.

“Fiquei sabendo da entrevista, não vou ficar esperando, o nosso trabalho continua normalmente e tenho prazo para entregar o inquérito, e este prazo está terminando” finalizou Renato Mardegan.

Na realidade para a conclusão do inquérito ainda faltam alguns documentos que estão de posse da prefeitura de Santa Cruz, e como o prefeito Otacílio Parras Assis decretou a lei do silêncio sobre esse assunto na prefeitura, fica impossível saber como estão as apurações por parte do executivo santa-cruzense.

Assim que terminar o primeiro inquérito já terá inicio a segunda investigação, onde os delegados irão investigar Lavagem de Dinheiro e Associação Criminosa, com o possível envolvimento de outras pessoas no crime.

 

 

Idoso está desaparecido desde a última sexta-feira (3) em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Homem é preso com 30 pedras de crack em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Policia Civil recupera carga roubada em Jáu, dois santa-cruzenses foram presos

VER NOTÍCIA