Revista

MEI tem até 31 de maio para apresentar declaração

 

 

Consultora contábil, do Escritório Help, Edna Cecatto, mostra um exemplo de declaração do MEI

 

 

Os EI (Empreendedores Individuais), ou seja, microempreendedores individuais (MEI), têm até o dia 31 de maio de 2017 para efetuarem sua Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional (DASN). A Declaração Anual Simplificada (DASN-SIMEI) é uma das obrigações do MEI e representa todo o seu faturamento no ano anterior. O empreendedor que não efetuar a declaração poderá ter sua inscrição cancelada.

 

Segundo a consultora contábil, do Escritório Help, Edna Cecatto, é necessário declarar o faturamento referente a todas as vendas, com e sem emissão de nota fiscal (Receita Bruta Total), em atividades de comércio, indústria e/ou serviço. Aqueles que não cumprirem o prazo estabelecido pagarão multa no valor de R$ 25. A declaração pode ser feita pelo Portal do Empreendedor: www.portaldoempreendedor.gov.br.

Além da DASN, o microempreendedor individual que tiver um funcionário também deverá declarar a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) até março, conforme portaria divulgada pelo Ministério do Trabalho.

MEI

 

O MEI é destinado para as pessoas que trabalham por conta própria e se legalizam como pequenos empresários, com carga tributária mais baixa e acesso a benefícios como a Previdência Social.

 

Para virar MEI, basta fazer um cadastro bem fácil no site portaldoempreendedor.com.br

 

Em poucos minutos, o interessado consegue o seu Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e fica mais simples abrir uma conta no banco para sua empresa, emitir notas fiscais e buscar empréstimos. Muitos tipos de negócios podem optar por este modelo. Hoje, mais de 500 atividades são permitidas, como artesão, advogado, cuidador de animais, diarista e quitandeiro.

 

Mas, nem todo mundo pode virar MEI e é preciso seguir algumas regras. Esta categoria não pode ter faturamento acima de R$ 60 mil por ano. Além disso, a lei não permite que você tenha várias empresas ao mesmo tempo. Em geral, o MEI trabalha sozinho, mas ele pode ter um emprega- do que recebe um salário mínimo ou o piso da categoria.

 

O MEI automaticamente é enquadrado no Simples Nacional, um regime tributário simplificado que reúne oito impostos em uma mesma alíquota, e não precisa pagar os tributos federais, como Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL.

 

 

Escritório Help implanta Projeto de Gestão Estratégica

VER NOTÍCIA

Fim do preço de combustível com três dígitos, projeto de Ricardo Madalena é aprovado

VER NOTÍCIA

Produtores têm até 30 de setembro para declarar ITR

VER NOTÍCIA