Região

Mutirão de combate à dengue é realizado no Corredor Raposo Tavares

 

 

Campanha da Artesp apoiada pela CART visa o recolhimento de lixo na rodovia e a prevenção da proliferação do mosquito Aedes Aegypti

 

O descarte inadequado de lixo além de prejudicar o meio ambiente favorece a proliferação do mosquito transmissor da dengue e outras doenças como a chikungunya, zika e a febre amarela. Nos meses de maior incidência de chuvas, a reprodução do mosquito Aedes Aegypti se torna mais rápida, o que resulta em um risco para a saúde pública.


Pensando no bem-estar dos usuários da rodovia e moradores das cidades cortadas pelo Corredor Raposo Tavares, a concessionária apoia a iniciativa da  ARTESP (Agência de Transportes do Estado) e firmou parceria com a SUCEN- Superintendência de Controle de Endemias, para a realização de palestra com equipes de limpeza da rodovia na sede administrativa da Concessionária, distribuição de 30 mil panfletos educativos nas praças de pedágio e veiculação de mensagens nos PMVs (Painéis de Mensagens Variáveis) ao longo do Corredor CART, a fim de combater o mosquito Aedes Aegypti.

 

Como parte da ação, a concessionária realizará um mutirão de limpeza ao longo do Corredor Raposo Tavares no dia 29 de março, quarta-feira, na SP-225 Rodovia João Baptista Cabral Rennó, no km 237, e na SP-270 Rodovia Raposo Tavares, onde as equipes irão realizar o recolhimento do lixo no km 561, próximo à base da Polícia Militar Rodoviária de Presidente Prudente,  a partir das 8h30.

Não jogue lixo na rodovia

Qualquer lixo jogado na rodovia como embalagens plásticas, garrafas, latas de refrigerante ou suco agridem diretamente a natureza e o ser humano. Os materiais além de servirem de criadouro para o mosquito podem também atrair outros animais como insetos, ratos e escorpiões – além do impacto ao meio ambiente com o descarte inadequado. Os resíduos podem ainda prejudicar o sistema de escoamento da água da chuva, resultando no entupimento de bueiros e acúmulo de água.

 

O ideal é que o motorista tenha um pequeno reservatório de lixo no próprio veículo para evitar o descarte incorreto pelas ruas e rodovias. Jogar lixo pela janela do carro é infração no Código Brasileiro de Trânsito Brasileiro (CBTB), punida com multa, no valor de R$ 130,16 e perda de 4 pontos na Carteira de Habilitação.

 

Coleta

De forma permanente, a CART mobiliza equipes especializadas para fazer a retirada dos detritos em todo o Corredor Raposo Tavares. “Não é só deixar a rodovia mais bonita sem o lixo acumulado. A CART também está atenta nos cuidados com a segurança do motorista e na preservação do meio ambiente. Uma garrafa pet na rodovia pode se transformar em um criadouro do mosquito, de forma que a parceria com a ARTESP vem somar forças para conscientizar pessoas e comunidades”, diz Luís Carlos Guimarães, gerente de operações da CART.

 

A CART, uma empresa Invepar Rodovias, administra o Corredor CART, que é formado pela SP-225 João Baptista Cabral Rennó, SP-327 Orlando Quagliato e SP-270 Raposo Tavares, no total de 834 quilômetros entre Presidente Epitácio e Bauru, sendo 444 no eixo principal e 390 quilômetros de vicinais. A concessionária está inserida no Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo, fiscalizado e regulamentado pela ARTESP – Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo.

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA