Revista

Prevenção e precaução são os novos desafios da saúde

 

A enfermeira Nayara Moreno durante ação preventiva de saúde (foto)

 

O brasileiro tem a péssima mania de cuidar da saúde apenas no momento em que está doente. E esse hábito errado traz consequências negativas, dramáticas e, muitas vezes, irreversíveis para aquela pessoa que ficou enferma porque sempre foi desleixada com seu próprio corpo.

Os problemas deste tipo de comportamento leviano são muitos, a começar por aquilo que mais chama a atenção dos brasileiros neste momento de crise: o dinheiro. Pesa muito mais no bolso cuidar da saúde depois de ficar doente do que antes. O trabalho preventivo e investigativo é mais barato do que internações, remédios (muitas vezes de alto custo), cirurgias e por aí vai.

Além disso, esse processo é física e psicologicamente mais doloroso. Sem falar, é claro, que deixar para cuidar da saúde quando já está debilitado pode ser tarde demais, diminuindo as chances de cura e dificultando o tratamento.

O trabalho de prevenção serve como alerta para futuros problemas, detectando-os em fase inicial, o que aumenta consideravelmente as chances de cura e um controle maior de doenças como diabete e hipertensão.

A enfermagem se especializa cada vez mais em fazer este trabalho de prevenção. O acompanhamento regular com uma enfermeira garante o mapeamento da condição clínica e física do paciente. “Quem tem diabete e hipertensão, por exemplo, terá sua pressão arterial e seus índices glicêmicos acompanhados de perto, com suas variações diárias, semanais e mensais. Além disso, o acompanhamento preventivo ajuda o paciente a se conhecer melhor e entender determinadas reações e mudanças em seu organismo”, fala a gerente de enfermagem da AleNeto Enfermagem, Nayara Moreno.

O trabalho preventivo feito pela enfermagem auxilia também nas consultas médicas e exames, pois o médico já terá informações preliminares sobre o estado de saúde da paciente, o que auxilia em sua investigação. E esse acompanhamento deve ser profissional, pois uma pessoa leiga não saberá identificar situações de risco ou fora da normalidade.

A prevenção é um dos pilares da AleNeto Enfermagem, empresa de atendimento domiciliar de Santa Cruz do Rio Pardo e região. Para conhecer mais, ligue (14) 3372-0631 e o telefone de plantão 24 horas (14) 99747-0154.

 

 

Dengue: Secretaria de Saúde realiza audiência pública em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Santa Cruz tem estimativa de 30 casos de câncer de mama neste ano

VER NOTÍCIA

Outubro Rosa: Unidades de Saúde atenderão em período estendido

VER NOTÍCIA