Revista

Secretário de Saúde de Santa Cruz é eleito diretor do COSEMS/SP

 

 

O Secretário de saúde de Santa Cruz do Rio Pardo, Diego Singolani, foi eleito para participar da diretoria do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems).

“São 645 municípios no estado e apenas 22 secretários são eleitos para compor a diretoria, e felizmente vou representar Santa Cruz e nossa região, é muito importante ter esse diferencial neste momento nas tratativas com o Estado e o Ministério da Saúde” disse Diego que está em São Paulo participando da sua primeira reunião como diretor do COSEMS.

A diretoria do COSEMS/SP é composta por 22 Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo. Os membros se reúnem mensalmente para debaterem as políticas de saúde pública, assim como a legislação vigente e se constitui num importante ator político no processo de consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS), como órgão que representa e defende os interesses dos Municípios nas pactuações e arenas políticas onde ocorrem discussões de projetos.

Os Diretores do COSEMS/SP representam os Municípios na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), com a presença de 14 representantes, sendo sete titulares e sete suplentes. O COSEMS/SP também possui membros ativos no Conselho Estadual de Saúde, sendo três titulares e seus suplentes e também na Diretoria do CONASEMS – Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

Composição da diretoria

Presidente: Carmino Antonio de Souza – SMS Campinas
1ª Vice-presidente: Carmem Silva Guariente – SMS Araçatuba
2º Vice-presidente: Luis Fernando Nogueira Tofani – SMS Campo Limpo Paulista
1º Secretário: Geraldo Reple Sobrinho – SMS São Bernardo do Campo
2ª Secretária: Roberta Aparecida Meneguetti Brandão – SMS Cravinhos
1ª Tesoureira: Adriana Martins de Paula – SMS Guararema
2ª Tesoureira: Maria Dalva Amim dos Santos – SMS Embu Guaçu
Diretora de Comunicação: Eliana Aparecida Mori Honain – SMS Araraquara

Vogais

Adileu Storti – SMS Colômbia
Alex Marques Cruz – SMS Glicério
Amauri Barbosa Toledo – SMS Caraguatatuba
Clara Alice Carvalho – SMS Mogi Guaçu
Claudio Sartori – SMS Diadema
Diego Henrique Singolani Costa – SMS Santa Cruz do Rio Pardo
Elthon Oliveira – SMS Cananéia
José Eduardo Fogolin – SMS Bauru
Joseline Pereira Toledo – SMS Santo Antônio do Pinhal
Luciana Aparecida Nazar Arantes – SMS Batatais
Maristela S.M. Paula Santos – SMS Guaratinguetá
Raquel Zaicaner – SMS Taboão da Serra
Renato Pastorello – SMS Guarujá
Ronaldo Carlos Gonçalves S. – SMS Catanduva

 

COSEMS

Fundado em 19 de março de 1988, o Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo – COSEMS/SP – é a associação que representa e defende os interesses dos Municípios nas pactuações interfederativas do Sistema Único de Saúde (SUS). Constituído por gestores municipais de saúde, o COSEMS/SP se tornou um importante ator nas arenas políticas onde ocorrem disputas de projetos no processo de construção do SUS no Estado de São Paulo e também no Brasil.

Em São Paulo, o COSEMS/SP recebeu o nome de Associação Paulista de Secretários Municipais de Saúde “Dr. Sebastião de Moraes”. Este nome foi dado em homenagem a Sebastião de Moraes, o qual foi Secretário Municipal de Saúde de Campinas e Itu, defensor da municipalização da saúde, e faleceu vítima de acidente de trânsito em 1987. A associação permaneceu com este nome de 1988 a 1994, quando passou a se chamar Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo “Dr. Sebastião de Moraes”.

Com a promulgação da Constituição de 1988 e a aprovação das Leis nº 8080 e nº 8142 em 1990, simultaneamente ocorreu o processo de construção dos Conselhos de Secretários Municipais de Saúde – os COSEMS – nos Estados, e da entidade que representa os gestores municipais de saúde em nível nacional, o CONASEMS.

Os COSEMS constituem a base de sustentação política do CONASEMS, particularmente a partir da segunda metade da década de 1980 e a primeira metade da década de 1990, quando ocorreu a criação da maioria dos Conselhos de Secretarias Municipais nos Estados, alguns ainda com o nome de associações.

O COSEMS/SP tem sido desde seu início a possibilidade do encontro e compartilhamento dos êxitos e dos saberes conquistados pelas gestões municipais do SUS. Outro papel decisivo é o de propiciar a troca de experiências e estabelecer diálogo e comunicação entre os 645 Municípios paulistas. É o representante dos gestores municipais na esfera estadual, através da participação na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e Conselho Estadual de Saúde (CES), e federal, por intermédio da participação na Comissão Intergestores Tripartite (CIT), através do CONASEMS.

Suas reuniões, encontros e congressos foram escolas nas quais apontaram novos caminhos, constituindo espaços políticos e pedagógicos para a formação dos gestores. Nos primeiros seis anos de existência, as diretorias possuíam> mandatos anuais. A partir de 1993, os mandatos passaram a ser de dois anos, sendo que já foram eleitas 15 composições de diretoria.

 

 

Endometriose está relacionada à gestação mais tardia

VER NOTÍCIA

Equipe de enfermagem participa capacitação para atendimento de emergências

VER NOTÍCIA

Os riscos que os idosos correm quando os cuidados não são profissionais

VER NOTÍCIA