Política

Advogado de Feitosa pede que vereadores acompanhem o caso, e critica lentidão da prefeitura

 

 

O advogado de Sueli Feitosa, Luiz Henrique Mitsunaga, esteve nesta segunda-feira (08) no prédio da câmara de vereadores de Santa Cruz do Rio Pardo, e antes do inicio da sessão ordinária ele se reuniu com os edis.

“Fiquei sabendo através da imprensa que existe a possibilidade de a câmara iniciar uma investigação, eu vim aqui para me colocar à disposição, para ajudar e colaborar nos trabalhos, e também passei algumas informações que causou surpresa em alguns deles” disse Mitsunaga.

“Não sei se como uma CPI, uma CEI, não sei o termo correto que se sua aqui, eu só disse para eles que é prudente que o legislativo acompanhe tudo o que está acontecendo, até para dar transparência, e que de uma forma muita clara a cidade de Santa Cruz tenha uma resposta efetiva, deixei claro para eles isso, até para não terem uma interpretação errada do meu posicionamento, o meu posicionamento é claro, eu quero que a verdade venha a tona” comentou o advogado.

O advogado disse ser muito interessante a entrada da câmara de vereadores no caso, e acredita na imparcialidade da casa mesmo a maioria sendo situação, e espera que com isso a prefeitura possa acelerar as suas apurações, segundo ele está bem lento, e que a administração já teve tempo suficiente para levantar o valor desviado, e até agora não aconteceu.

“Mais do que o suficiente, se sou um empresário e tenho uma contabilidade, e contabilidade é dia a dia, e por mais que se tenha uma informação a apurar, ela é apurável, o detalhe neste momento é porque não estão sendo apuradas, as informações estão lá dentro, a informação bancária está lá, extrato não se muda, os lançamentos, notas, estão tudo lançado no Portal da Transparência, inclusive o balanço da prefeitura, o balanço 2016 da própria prefeitura segundo o Portal da Transparência não aponta nenhuma irregularidade, quem publicou o balanço não fui eu, foi a prefeitura, então no balanço da prefeitura não se aponta nada sobre esse suspeito desvio, eles tiveram tempo para apontar,mesmo que de uma forma preliminar, a única informação preliminar nos autos do inquérito dão conta de um suposto desvio, em um relatório emitido pela prefeitura que está no inquérito, sem assinatura, sem data, sem absolutamente nada, aponta um desvio de R$ 1.970.000,00, mas volto a dizer um relatório desprovido de assinatura, desprovido de data, apenas no papel timbrado da prefeitura, e ao longo de cinco meses eu entendo que é tempo mais do que suficiente para se ter um valor preliminar do que foi desviado, e a questão é essa, o que foi apurado se é que foi apurado e porque não está nos autos” desabafou Mitsunaga.

Dr. Luiz Hnerique também foi questionado pelos jornalistas se sofreu alguma ameaça após ter assumido o caso Sueli Feitosa “Na verdade aconteceu um episódio, mas acredito que foi um fato isolado e nem quero dar muito espaço para isso, mas quero esclarecer que eu enquanto defensor não estou sujeito as pressões externas, não estou sujeito a qualquer tipo de coação, vou exercer meu trabalho de forma livre, venho para a cidade para fazer um trabalho técnico e é o que estou fazendo, agora eu ouvi a entrevista do Dr. Renato Mardegan e me surpreendi, é no mínimo preocupante quando uma autoridade policial usa a imprensa para falar de forma  clara talvez as pressões externas que tem sofrido, é algo a se questionar o porque isto está acontecendo, mas em relação a defesa qualquer situação que venha me incomodar é fato que vou tomar as providências cabíveis imediatamente, eu entendo e compreendo o desabafo do Dr. Renato, espero não ter que fazer um deste também, eu não tenho motivo para mandar recado para ninguém neste momento, mas se tiver eu vou um pouquinho além do Dr. Renato, talvez eu já fale o nome, endereço, RG, porque são situações que a gente não pode permitir no curso de uma investigação, o Dr. Renato deve ter os motivos dele para ter falado, fico preocupado porque veja um delegado de policia em uma situação incomoda, e não deveria pois ele é o responsável por toda essa investigação, é no mínimo lamentável se isso tenha acontecido, e deixo aqui os meus votos de solidariedade ao Dr. Renato Mardegan, principalmente porque sei o quanto é difícil de trabalhar em uma investigação de um caso como esse”.

Ao final da coletiva para imprensa a reportagem SCN perguntou se Luiz Henrique Mitsunaga já sabe de tudo o que Sueli Feitosa tem para contar, e a resposta foi:

“Tudo eu acho que ainda não porque ela fala muito, já foram várias visitas e neste momento o esboço de tudo aquilo que ela pode falar acredito que sim, e é que vamos levar ao conhecimento do Ministério Público” finalizou.

 

 

Governador sanciona projeto de Ricardo Madalena que obriga divulgação dos radares

VER NOTÍCIA

Assembleia aprova projeto de Ricardo Madalena que obriga divulgar localização de radares

VER NOTÍCIA

Prefeitura de Santa Cruz investe meio milhão de reais em implantação de led

VER NOTÍCIA