Política

Câmara de vereadores confirma informação antecipada pelo Grupo SCN

 

 

O presidente da câmara de vereadores de Santa Cruz do Rio Pardo, Marcos Valantieri (PR), convocou a imprensa para uma entrevista coletiva no final da manhã desta quarta-feira (10), para falar sobre uma possível CPI do caso Sueli Feitosa.

De inicio o assessor parlamentar da casa, José Eduardo Catalano, explicou para os jornalistas como funciona uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), desde a sua formação, trabalhos e relatório final.

Ao ser questionado sobre sua opinião sobre uma possível investigação, Catalano respondeu

“É sim cabível a abertura de uma CPI, mas neste momento acho desnecessário, mesmo porque o relatório final de uma CPI é enviado para o Ministério Público, e o Ministério Público já está investigando esse caso, claro que a câmara pode descobrir algo diferente, claro que são os vereadores que irão decidir, são necessários cinco assinaturas para abrir a investigação, mas acredito ser prudente aguardar mais um pouco” disse o experiente advogado.

Catalano explicou toda a parte técnica de uma CPI

 

O que chamou a atenção no pronunciamento de José Eduardo foi o fato de ele não concordar com o presidente do legislativo com os gastos de uma CPI “Uma investigação deste caso não trará grandes despesas para a câmara, pois já temos um Procurador Jurídico para acompanhar e auxiliar nas investigações, então não serão necessárias contratações”.

Marcos acompanhava o pronunciamento em silêncio e só se manifestou quando os jornalistas cobravam uma posição se a câmara vai ou não abrir a CPI.

“Nós vamos nos reunir com o Dr. Renato Mardegan na próxima quarta-feira (17), e também estou tentando uma reunião com Dr. Reginaldo Garcia, só depois vamos nos posicionar” disse o presidente da câmara.

Na realidade essa informação já havia sido antecipada nesta terça-feira (09) em matéria do Santa Cruz News, a verdade que existe um impasse muito grande na câmara, a maior parte dos vereadores são contrários a abertura da CPI, mas estão receosos em como a população irá receber essa informação.

 

 

Governador sanciona projeto de Ricardo Madalena que obriga divulgação dos radares

VER NOTÍCIA

Assembleia aprova projeto de Ricardo Madalena que obriga divulgar localização de radares

VER NOTÍCIA

Prefeitura de Santa Cruz investe meio milhão de reais em implantação de led

VER NOTÍCIA