Revista

Appagesp apoia o movimento Maio Amarelo

 

 

Campanha ter como objetivo chamar a atenção para a violência no trânsito e se estende por todo o mês

 

Criado em 2014 pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, o movimento Maio Amarelo tem como objetivo chamar a atenção para o alto índice de mortes e feridos no trânsito. Com a missão de colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar a sociedade sobre o assunto, a iniciativa vem angariando mais parceiros a cada ano.

A Appagesp (Associação dos Proprietários de Pátios e Guinchos do Estado de São Paulo), é um dos apoiadores da iniciativa. Para o presidente da associação, Fernando Carvalho, a prevenção e a prudência são os principais pilares a serem trabalhados na sociedade para um trânsito menos violento. “A realidade do trânsito brasileiro só irá mudar com base em muita conscientização. É preciso educar os motoristas, pedestres e os futuros motoristas para que se crie uma cultura de prudência e direção defensiva. Deste modo, teremos o resultado desejado, que é a diminuição das mortes e feridos por acidentes”, disse Carvalho. “Enquanto associação que atua diretamente na área do trânsito, temos o compromisso de divulgar esta ação e fazer parte da melhoria que queremos. Nossos filhos só  viverão  em uma sociedade menos violenta se nos unirmos para concretizar este objetivo. A união  é  a chave do sucesso”, completou o presidente da Appagesp.

A ONU (Organização das Nações Unidas) definiu o período entre 2011 e 2020 como a Década de Ações para a Segurança no Trânsito e, neste sentido, surgiu o Maio Amarelo. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), em 2009 cerca de 1,25 milhão de mortes por acidentes de trânsito ocorreram em 178 países. Outros 50 milhões ficaram feridos.

O movimento tem a intenção de mobilizar e envolver os mais diversos segmentos, a fim de criar uma cultura de paz no trânsito brasileiro. Maio foi escolhido justamente por conta da proposta da ONU, em maio de 2011. A cor amarela foi proposta por ser uma cor de advertência no trânsito. O símbolo da campanha é um laço, sinal conhecido no mundo inteiro e relacionado com engajamento.

 

BRASIL

O Instituto Avante Brasil realizou um levantamento mundial sobre mortes no trânsito em 2010, estruturando um ranking comparativo dos dez países mais violentos. O estudo teve por base o relatório “Global Status Report on Road Safety 2013”, da ONU, que mostra o número de mortes de 183 países.

Em termos absolutos, o Brasil é 4º país do mundo com maior número de mortes no trânsito, ficando atrás somente da China, Índia e Nigéria. É possível notar que essas mortes também estão intimamente conectadas ao IDH (índice de desenvolvimento humano), que, por sua vez, tem por base a educação, a longevidade e a renda per capita.

Segundo o Datasus, em 2010, foram registradas 42.844 mortes no trânsito do Brasil. Esse número, atualizado em 2011, chegou a 43.256 mortes.

 

 

CART realiza melhorias no pavimento na SP-225

VER NOTÍCIA

Cart faz balanço de operação especial no feriado

VER NOTÍCIA

Feriado de 12 de Outubro terá operação especial de trânsito no Corredor CART

VER NOTÍCIA