Esportes

Zagueira da seleção brasileira de futebol, natural de São Pedro, visita Ourinhos

 

 

A zagueira da seleção brasileira de futebol feminino, Andreia Rosa, 33 anos, esteve em Ourinhos quarta-feira (13) para rever familiares e amigos, além de conhecer os programas esportivos desenvolvidos pela Prefeitura. No período da manhã ela se encontrou com o Prefeito Lucas Pocay e visitou projeto de futebol nos bairros. À noite, Andreia participou do treino das meninas do time de Ourinhos no Ginásio Monstrinho.

Natural de São Pedro do Turvo (SP), a zagueira da equipe Avaldsnes Idrettslag, da Noruega, está de férias e veio a Ourinhos para visitar a família e curtir o dia ao lado de amigos.

“Foi um dia muito bacana. Me diverti. Bati uma bola. Vi e conheci muitas pessoas. É muito bom estar perto de casa”, revela.

Ao conhecer os projetos sociais do Prefeito Lucas Pocay, Andreia parabenizou a iniciativa e disse que essa é sem dúvida a melhor ferramenta para tirar as crianças e jovens da criminalidade.

“É fundamental o apoio do poder público. Tanto para o incentivo do esporte em si, como para o setor social, porque a gente sabe que é através disso que as crianças se sentem motivadas a seguirem um futuro promissor. E não somente para os envolver no esporte, mas para sua formação como cidadão”, pontua.

Sobre a convocação para a seleção brasileira, ela revela que a conquista é fruto de muito treinamento e dedicação.

“A convocação aconteceu 2004, quando jogava em Araraquara. Fui jogando os campeonatos onde fui me destacando e até que aconteceu. Motivo de alegria, satisfação e honra fazer parte disso”, confessa.

 

Para quem sonha em seguir o mesmo caminho, a mensagem de Andreia é nunca desistir dos sonhos.

“Se acredita em algo, se deseja vestir a camisa da seleção ou até mesmo jogar fora do país, confesso que é muito difícil, mas não impossível. Acreditar é oxigênio que nos mantém vivos para realizar”, diz.

O secretário de esportes, Danilo Ferreira Lima, diz que a atleta é um exemplo para as meninas que sonham com o mesmo posto.

“Para quem saiu de uma cidade pequena como ela, é um grande exemplo para essas meninas que sonham em jogar futebol profissionalmente lá fora. Fica uma grande lição de vida hoje para todos nós. E vale lembrar que, com certeza, o que faz a diferença neste contexto é o incentivo político no esporte de base, foco do governo do Lucas se tratando de esportes”, lembra.

 

 

 

Atenção aos novos horários de funcionamento da Piscina Pública

VER NOTÍCIA

Santa Cruz ganha mais três projetos: Futebol, futsal feminino e natação

VER NOTÍCIA

E.C. Santa Cruz estréia com vitória em competição regional

VER NOTÍCIA