Revista

Santa Casa passa por avaliação da Rede Cegonha

 

 

Enfermeira Patrícia, avaliadora, Lídia Silva e a médica pediatra, Katia Henares (foto)

 

Na última semana a Santa Casa de Misericórdia de Santa Cruz do Rio Pardo passou por uma avaliação do Programa Rede Cegonha. As visitas de representantes do Ministério da Saúde, Secretaria do Estado da Saúde e Secretaria Municipal de Saúde aconteceram entre os dias 10 e 12 de agosto.

Na manhã de quinta-feira (10 de agosto), por exemplo, a vistoria foi realizada pela avaliadora, Lídia Silva, da Fiocruz- vinculada ao Ministério da Saúde.

Avaliadora, Lídia faz vistoria na UTI Semi Intensiva

 

A fiscalização no setor da maternidade visa habilitar as entidades para receber as verbas do programa. Durante as avaliações os técnicos se reúnem com os responsáveis do hospital, vistoriam espaço físico e fazem entrevista com os colaboradores.

De acordo com a enfermeira da maternidade, Patrícia Yoneda, o relatório da auditoria deve ser apresentado em breve. “Com isso saberemos o que temos de melhorar e se estamos no caminho certo, com as condutas adotadas recentemente. Contudo, demonstramos aos avaliadores que apesar de não contarmos com todas as condições físicas necessárias temos uma equipe comprometida”, diz.

Desde o início de julho foram implantadas novas condutas no setor de maternidade, entre elas a possibilidade de acompanhamento do parto por acompanhante, escolhido pela gestante, além do contato pele a pele com o bebê logo após o nascimento. “Estes são alguns dos requisitos que já cumprimos, além de manter em ordem as estíticas de parto normal e cesárea, oferecer orientação aos acompanhantes do parto e ainda contar com o projeto mãe canguru”, completa Patrícia.

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA