Política

Fim do preço de combustível com três dígitos, projeto de Ricardo Madalena é aprovado

 

 

Fim do terceiro dígito no preço dos combustíveis em todo o Estado de São Paulo. A Assembleia Legislativa aprovou na noite de terça-feira, 22 de agosto, o Projeto de Lei 460/2016, do deputado estadual Ricardo Madalena, que dispõe sobre a exclusão do 3º dígito nos preços de combustíveis ao consumidor no Estado de São Paulo.

A medida limita, agora, os valores a apenas dois dígitos de centavos.

“O terceiro dígito disfarça o valor real do combustível. É uma estratégia que induz o consumidor a comprar o falso barato”, disse o deputado Ricardo Madalena. Madalena disse também que sua proposta foi pautada na transparência como forma de contribuir para que não continuem confundindo, ou iludindo, o consumidor.

Agora, o projeto de lei segue para sanção do governador. Assim que sancionado, todas as bombas e cartazes de preços em todos os postos de combustíveis do Estado deverão desprezar a terceira casa decimal, evitando que haja arredondamento para cima.

O projeto ganhou grande repercussão em vários meios de comunicação de São Paulo, Ricardo Madalena concedeu entrevista para as rádios Bandeirantes e Jovem Pan e foi também destaque no jornal O Estado de São Paulo.

O Estadão inclusive fez uma comparação, entenda: Por exemplo, o litro da gasolina que era vendido a R$4,179 em determinado posto, com a nova lei passaria a ser comercializado por R$ 4,17 ou R$4,18. Se o comerciante optar por arredondar para R$ 4,17, 50 litros passam a custar R$208,50 e não mais R$208,95.

 

 

Santa Cruz é a 5ª cidade que mais gera emprego na Citricultura

VER NOTÍCIA

Prejuízo dos produtores de soja na região pode chegar a R$ 100 milhões de reais

VER NOTÍCIA

Para fechar o ano! Cart divulga novos valores das tarifas de pedágio

VER NOTÍCIA