Entretenimento

Terceira fase do Projeto Orquestra de Câmara Santa Cruz é aprovada pela Cultura

 

 

Foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado, de 12 de agosto, a aprovação da terceira fase do Projeto Orquestra de Câmara Santa Cruz, pela Secretaria de Estado da Cultura. A aprovação se dá por meio do ProAc (Programa de Ação Cultural) que possibilita repasse do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) das empresas aos projetos.

A Orquestra de Câmara completa dois anos em setembro. Atualmente são atendidas 30 crianças e adolescentes de regiões periféricas de Santa Cruz do Rio Pardo. Os alunos têm acesso aos instrumentos de corda: violino, viola clássica, violoncelo e contrabaixo.

O responsável técnico e artístico da Orquestra, o maestro José Magalli Junqueira, expressa o contentamento tanto da Amus (Associação Musical Santacruzense), preponente do projeto, quanto da equipe por mais uma aprovação para prosseguimento dos trabalhos.

“Com antecedência de meses conseguimos a aprovação para 2018, o que poderá garantir a permanência de tantas crianças e jovens no projeto e também poderá abrir mais vagas para todo o processo de musicalização e formação de nossa orquestra”, ressalta.

As aulas do projeto acontecem as terças e quintas das 16h às 20h e aos sábados das 9h às 12h, no Cras Betinha, no bairro São José, o espaço é cedido pelo município.

Desde que iniciou os trabalhos, a Orquestra se apresentou em diversos locais valorizando o talento e possibilitando ainda mais a inclusão social destas crianças e adolescentes. Neste ano, por exemplo, as apresentações aconteceram nos supermercados Alvoradas e Avenida, empresa Solito, casamento, Paróquia Nossa Senhora de Fátima e praça da Matriz de São Sebastião. O próximo concerto está agendado para amanhã (24 de agosto), na Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), a partir das 15h30.

O quadro pedagógico da Orquestra é composto pelos professores Carline Adrião, Paulo Camilotti Tavares e Lucas Tavares, além da monitora Beatriz Bernardez.

Além da produção de repertório, o projeto abrange a teoria musical.

 As crianças e adolescentes também aprendem fundamentos sobre História da Música Brasileira e música clássica como um todo. Fora isso é realizada aula de elementos de civilidade e boas maneiras.

As empresas apoiadoras do projeto são: Guacira Alimentos, Hidroceres, Santa Massa, Solito, Rede Graal e Special Dog.

 

 

Segunda live do Curto Circuito Digital terá reprise do concerto de Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Live que abre o Curto Circuito Digital será nesta quarta-feira (14)

VER NOTÍCIA

Projeto Orquestra de Câmara Santa Cruz retoma aulas

VER NOTÍCIA