Revista

Santa Casa promove orientação às gestantes de Unidade de Saúde

 

 

Na manhã da última sexta-feira (25 de agosto), a enfermeira da maternidade, Patrícia Yoneda, participou do grupo de gestantes do PSF (Posto de Saúde da Família), Dr. Aparecido Rodrigues Mouco, na Vila Santa Aureliana.

O objetivo foi levar informações às futuras mamães sobre o Programa Rede Cegonha que impactou em algumas mudanças no setor, assim como esclarecer dúvidas sobre o pré-natal e do parto. Em breve novas unidades devem receber a visita.

Desde que iniciaram as alterações na Maternidade, o hospital tem trabalhado na divulgação às gestantes. “A intenção é deixá-las totalmente ambientadas com o que elas encontrarão no dia do parto e cientes das orientações para que tudo ocorra com a maior tranquilidade possível”, diz Patrícia.

Durante o encontro foi aberto espaço para perguntas. Todas as participantes receberam a lista com os itens que devem ser levados na maternidade, para o dia do parto.

Entre as novidades do Programa Rede Cegonha apresentadas às mães está a possibilidade da escolha de um acompanhante no parto e durante as 48 horas de internação, assim como o contato pele a pele entre a mãe e o bebê, logo após o nascimento. O curso de orientação para os acompanhantes que deve ser feito até dois dias antes do parto, acontece de segunda a sexta-feira das 13h às 18h.

Enfermeira Patrícia Yoneda fala sobre as mudanças na Maternidade

 

Mais um assunto debatido foi a possibilidade da escolha entre o parto cesárea e normal, a partir da 39ª semana de gestação. “Esta escolha é livre, no entanto, caso não haja nenhuma intercorrência explicamos os benefícios do parto normal em relação a cesárea tanto para a mãe como para a criança”.

No entanto, o número de partos cesáreas ainda é maior, com 62,5 % do total, sendo 32,5% são referentes às primeiras gestações.

Outro tema bastante importante é o pré-natal que a partir da 36ª semana é realizado no Hospital. “O comparecimento às consultas é essencial para que o médico acompanhe qualquer alteração na gestação, para que a mãe faça todos os exames e assim possamos prestar o melhor atendimento”.

A terapeuta ocupacional, Karla Andrade José, que acompanha o grupo na unidade de saúde, reforçou a necessidade de realizar o pré-natal corretamente. “Todos os dados de vocês serão encaminhados à Santa Casa, por isso o comparecimento nas consultas é primordial para um parto seguro”.

O grupo da Vila Santa Aureliana se reúne toda a última sexta-feira do mês, ao final as participantes recebem um café e brindes para o enxoval.

 

Grupo de gestantes do PSF da Vila Santa Aureliana se reúne toda a última sexta-feira do mês

 

 

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA