Revista

Atendimento domiciliar vai além de cuidar da rotina do paciente

 

 

A cultura do atendimento domiciliar, aos poucos, vai se disseminando no interior paulista. No início do serviço, uma das grandes confusões causadas entre as famílias que contratavam estas equipes era sobre sua abrangência.

Diferentemente da prática existente quando as famílias optam por contratar pessoas de maneira autônoma para cuidar de um parente, muitas vezes um serviço amador, o atendimento domiciliar profissional não se resume apenas em cuidar da rotina do paciente, mas também da saúde deste paciente.

A rotina de um paciente que necessita deste tipo de assistência muitas vezes consiste em trocas de fralda e roupa, banho, mudança de posição na cama, auxílio na alimentação, auxílio para caminhar, curativos, etc. A diferença e a vantagem do atendimento domiciliar profissional é, além de todos os cuidados com a rotina, um trabalho que cuida de fatores que influenciam na saúde do paciente e deixa todos os envolvidos alertas para mudanças preocupantes.

Isso só pode ser feito com dados estatísticos, conhecimento específico, abertura de um prontuário profissional, acompanhamento com o médico do paciente e estudos de relatórios diários sobre a rotina do paciente.

“O atendimento domiciliar é muito mais do que colocar pessoas dentro da casa de uma família para cuidar de um paciente. É preciso usar informações e dados estatísticos coletados diariamente para perceber alterações significativas neste paciente e encaminhá-lo para o médico ou mesmo mudar hábitos para evitar doenças e uma piora no quadro clínico. É possível até mesmo perceber sinais de um AVC, por exemplo”, afirma Nayara Moreno, chefe de enfermagem da AleNeto Enfermagem.

Na hora de contratar o serviço, é importante as famílias se certificarem se aquele profissional ou aquela empresa possui  o CRE (Certificado de Registro de Empresa) do COREN-SP.

A AleNeto Enfermagem presta atendimento domiciliar em Santa Cruz do Rio Pardo e região. Para conhecer mais, ligue (14) 3372-0631 e no telefone de plantão 24 horas (14) 99747-0154.

 

 

AME Ourinhos destaca programas de prevenção de saúde da mulher e do homem

VER NOTÍCIA

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA