Policial

Policia Civil “invade” prefeitura de Santa Cruz em busca de documentos

 

 

Por volta das 10h00 desta segunda-feira (09) praticamente toda a equipe da Policia Civil de Santa Cruz do Rio Pardo foi até a prefeitura do município em busca de documentos. O trabalho faz parte da investigação do caso Sueli Feitosa, desvio de milhões de reais dos cofres daquele local.

Investigadores entram na prefeitura em busca de documentos

 

A operação foi elaborada com muito sigilo, mas logo pela manhã a reportagem do Santa Cruz News percebeu uma movimentação intensa na Central de Policia Judiciária, e pouco antes das dez horas três viaturas e ao menos três carros sem identificação da policia, mas com policiais, deixaram o local. A reportagem SCN acompanhou os veículos, que estacionaram próximo ao prédio do executivo santa-cruzense.

“Estamos em buscas de documentos que possam nos ajudar a esclarecer o desvio de dinheiro da prefeitura, e como todos já sabem as investigações estão em sigilo, e por isso não posso revelar que documentos são esses” disse o delegado chefe da CPJ de Santa Cruz, Renato Caldeira Mardegan, se mostrando bastante desconfortável pelo fato de a operação de sido descoberta pelo Santa Cruz News. O jornalista Diego Singolani, da radio 104 FM, também acompanhou a movimentação policial.

Funcionários da prefeitura colocaram objetos no caixa da tesouraria para evitar fotos dos jornalistas

 

Foi apurado que praticamente toda a equipe da Policia Civil da cidade participou da operação, inclusive os três delegados do município, e apenas alguns funcionários ficaram de plantão no prédio da policia.

“São muitos documentos, e até para ganharmos tempo viemos como uma equipe grande, se a gente vem com três ou quatro iriamos ficar dias aqui” falou Mardegan.

O delegado não quis precisar até que horas ou se o trabalho na prefeitura termina hoje, e revelou também que outros prédios estavam recebendo policiais.

“Os trabalhos estão sendo realizados aqui no prédio da prefeitura e também em outro dois locais onde existem arquivos do município, não sei até que horas vamos ficar, se for necessários traremos colchões e ficaremos aqui até encontrarmos todos os documentos que procuramos” finalizou o delegado.

A presença da imprensa incomodou alguns funcionários da administração, e no horário do almoço o futuro Secretário de Comunicação do município, Renan Alves, pediu para que os integrantes da imprensa deixassem o prédio.

“Ainda não assumi, mas a Nathália (titular da pasta) está ausente hoje e por isso estou aqui ajudando, e a administração pediu para os jornalistas esperarem lá fora” falou Renan aos jornalistas que acompanhavam os trabalhos da policia.

O “convite” poderia não chamar a atenção já que o prédio seria fechado para o almoço, o problema que todos os jornalistas relataram ter ficado no prédio por várias vezes em horário de almoço ou até mesmo depois do fechamento do expediente ao público, o que confirmou ainda mais o incomodo da administração com o fato de a imprensa estar cobrindo os trabalhos da policia nesta segunda-feira.

Ainda através de Renan Alves, o prefeito Otacílio Parras Assis disse que não iria conceder entrevistas.

 

Policiais trabalham na tesouraria, enquanto são observados por Dr. Rodolfo (advogado da prefeitura)

 

 

 

PM encontra arma, munições e drogas em casa do comerciante preso pela manhã

VER NOTÍCIA

Investigado por tráfico, comerciante é preso após agredir sua companheira

VER NOTÍCIA

Mulheres brigam durante apresentação de crianças em creche no Jardim Santana

VER NOTÍCIA