Política

Dengue: Secretaria de Saúde realiza audiência pública em Santa Cruz

 

 

O secretário de Saúde, Diego Singolani, disse que a população está cada vez mais consciente do seu papel para evitar o mosquito da dengue.

 

Em atenção ao grave risco de epidemia de dengue prevista para este ano em todo o Estado de São Paulo, a Secretaria Municipal de Saúde realizou na sexta-feira, 20, às 9 horas da manhã a 2ª Audiência Pública no auditório da Câmara Municipal para explicar e discutir estratégias de combate à arboviroses.

Diante do período de chuvas, seguidas de altas temperaturas, a população deve ficar alerta para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, considerando que a temperatura mais quente é propícia para a reprodução do mosquito.

Com mais de 80 pessoas presentes, a Secretaria de Saúde afirmou que é importante o desempenho de todos os setores do município e da população durante a campanha. Também foi anunciada a oficialização da “sala de situação”, um espaço para discutir problemáticas e propor ações conjuntas em períodos interepidêmicos e epidêmicos para controle do mosquito Aedes aegypt.

Outra alternativa para o combate é a criação do plano contingencial que visa evitar casos de dengue no município com estratégias de prevenção e controle, monitoramento, avaliação e redirecionamento das atividades desenvolvidas.

No momento, Santa Cruz do Rio Pardo possui a confirmação de um caso de dengue neste ano, que ocorreu no Jardim São João e foi classificado como caso autóctone, ou seja, contraído no próprio município. Desde a data da suspeita para dengue, iniciaram-se todo procedimento de bloqueio que foi realizado pelas equipes de controle de vetores no raio de 200 metros de alcance e mais 200 metros pela equipe de Agente Comunitário de Saúde, totalizando 400 metros de alcance com as seguintes ações eliminação de recipientes, bloqueio casa a casa, aplicação de larvicida, busca ativa de pessoas com sintomas de dengue. A paciente não teve complicações e encontra-se em bom estado de saúde. Também não houveram novos casos suspeitos no bairro.

Ainda este ano, 34 pessoas já tiveram seus exames negativos e quatro aguardam o resultado.

Para fortalecer as ações de combate a arboviroses, a Secretaria Municipal de Saúde realiza anualmente mutirões de limpeza, reestruturação da lei do Programa Municipal de Combate e Prevenção à arboviroses, integração entre as Secretarias Municipais e a criação do Comitê de Combate com a participação de toda a sociedade civil e diversos setores da prefeitura.

Ouça a entrevista com Diego Singolani, secretário de Saúde do município: 

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA