Política

“O prefeito sabia sim das horas extras” diz Marcelo Picinin

 

 

Depoimento de Marcelo Picini (foto), foi o que mais chamou atenção

 

A terça-feira (28) foi de maratona de depoimentos na CPI que investiga o pagamento de horas extras na Codesan, empresa de economia mista de Santa Cruz do Rio Pardo.

Foram ouvidos ex-prefeito Manezinho, o ex-vereador Psiu e o vereador Edvaldo Godoy (que participaram da CPI da Codesan em 2015), além de ex-membros dos conselhos da empresa: Marcelo Picinin, vereador Luizão da Onça, Neide de Fátima Basseto Ribeiro e Rosário Pegorer.

E como já era esperado o depoimento do advogado Marcelo Picinin foi o que mais chamou atenção, de amigo pessoal, assessor direto e braço direito de Otacílio Parras Assis no primeiro mandato, a demitido pelo prefeito sem muitas explicações no segundo mandato, Picinin disse que Otacílio soube sim das horas extras, e mais disse que obteve uma informação de que a irregularidade segue até hoje.

“Hoje pela manhã recebi uma ligação, a pessoa disse que ao saber que eu iria depor da CPI resolveu me contar que o motorista de ambulância de Caporanga até hoje recebe horas extras, vejam bem, não estou afirmando, estou apenas repassando aos senhores a informação que me foi passada” comentou em seu depoimento.

Marcelo também confirmou que logo no inicio de seu mandato o prefeito Otacílio foi informado das horas extras “Me lembro bem que logo na primeira ou segunda reunião em 2013 a informação das horas extras foi passada ao prefeito, então ele sabia do que estava acontecendo” falou.

Após seu depoimento Marcelo Picinin conversou com os repórteres Claudio Antoniolli (SCN) e Diego Singolani (104), e além de confirmar o que disse em seu depoimento sobre o prefeito, criticou a CPI “Infelizmente, tudo leva a crêr que vai sobrar para uma pessoa que não poderá se defender, que é o ex presidente José Eder Pereira (Edinho), por isso fiz questão de ressaltar aqui, que durante seus 10 anos como presidente sempre teve de minha pessoa admiração pela sua honestidade em seu cargo” comentou o advogado. Edinho morreu este ano após sofrer um grave acidente automobilístico.

Marcelo também foi questionado sobre o fato de ter dito que o prefeito foi informado das horas extras, isso porque o ex diretor financeiro, Abelardo Guimarães, também afirmou que Otacílio sabia, e em entrevista o prefeito disse que Abelardo estava equivocado, então Marcelo foi questionado se também não estaria enganado, e respondeu:

“Eu falo com convicção, tanto que várias das perguntas feitas hoje eu não respondi porque não tinha convicção, o que me cabe a dizer a partir do momento que assumi o compromisso é falar a verdade, não tenho motivo para omitir isso, o prefeito soube sim, foi em uma reunião na Codesan e isso foi levantado, ele tomou conhecimento presencialmente disso”.

Ouça a entrevista de Marcelo Picinin:

 

 

Demais depoimentos:

 

O depoimento mais demorado foi do vereador Edvaldo Godoy, que teve o foco totalmente desviado e acabou virando um embate entre o depoente e o presidente da comissão, Luciano Severo. Coincidência ou não, os dois são nomes especulados para concorrerem ao cargo de prefeito nas próximas eleições.

Severo fez vários questionamentos para Edvaldo em relação a CPI de 2015, também de investigação de irregularidades na Codesan, e chegou a ler para o depoente quais as funções de um conselheiro, coisa que não fez para os outros convocados.

Já Edvaldo questionou Severo se ele sabia que para ser conselheiro da Codesan é necessário ter curso superior, já que vereadores que hoje ocupam o cargo não possuem tal curso, enfim virou uma batalha entre Severo e Edvaldo, em que nada acrescentou aos trabalhos da CPI.

Já o depoimento mais rápido foi do empresário Rosário Pegorer, ele disse não sabia de nada sobre horas extras, que não conversava com os diretores da empresa, e ao final ainda fez um pedido.

“Espero tirem meu nome logo de lá, direto a Codesan é protestada e meu nome vai junto” falou, tirando risos dos presentes.

Novos depoimentos:

Os depoimentos continuam nesta quarta-feira (29), outros ex conselheiros serão ouvidos: Leandro Fonseca Mendonça, Cristiane T.S.M. Vieira, Ana Paula T. S. Ferreira, Jorge Luiz Raimundo, Homell Antonio Martins Pedroso e Maria Lucília Garcia serão os depoentes, a partir das 14h.

 

Empresário Rosário Pegorer pediu para tirarem seu nome da Codesan

 

 

“Otacílio, vou ser o deputado que mais mandou verbas para Sta Cruz na história” diz Augusto

VER NOTÍCIA

“O Capitão Augusto não mandou um centavo para saúde de Sta Cruz este ano” diz Dr. Otacílio

VER NOTÍCIA

Prefeito retira ambulância de Caporanga, volta a criticar imprensa e “”grupo político”

VER NOTÍCIA