Revista

Uso indevido de bronzeadores prejudica a pele, alerta esteticista

 

 

O verão está ai, e a maioria das mulheres quer estar com o bronzeado em dia, no entanto, são necessários alguns cuidados com o uso indevido de bronzeadores. A esteticista Ângela Epaminondas explica alguns dos riscos.

 

O uso dos bronzeadores normalmente é um risco, pois as pessoas costumam não proteger a pele com o protetor solar, apenas utilizam os bronzeadores, que possuem fatores de proteção muito baixos, podendo levar ao aparecimento de manchas, envelhecimento precoce da pele, câncer de pele, entre outros problemas.

 

De acordo com a esteticista, para adquirir um bronzeado saudável é necessário utilizar um bom protetor solar (FPS 30 e PPD 14) antes da aplicação do bronzeador, além de se expor ao sol, no horário das 8h às 10h e depois das 16h, quando a incidência das radiações são menores.

 

Os produtos mais indicados atualmente para bronzeamento, são os sprays que possuem pigmento e colorem a pele, dando um bronzeado bonito e sem agredir com a radiação solar.

 

O uso de bronzeadores deve ser acompanhado do protetor solar

 

“No entanto, o protetor jamais pode ser esquecido. Ele é importante, pois conta com fatores corretos para evitar e minimizar os danos causados pelas radiações UVA e UVB, como envelhecimento da pele, hiperpigmentações, queimaduras solares, câncer de pele, produção de radicais livres, etc”, ressalta.

 

É necessário procurar um especialista sempre que o indivíduo se expõe muito a radiação (em casos, por exemplo, de trabalho ao ar livre) ou quando a pessoa não sabe qual o protetor solar mais indicado para o seu tipo de pele.

 

A Esteticista atende na rua Frei Marcos Righi, 241, esquina da Matriz de São Sebastião, telefone para agendamento de uma avaliação grátis 3372 7092.

 

 

 

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA