Saúde

Pequenas mudanças de comportamento dos idosos dizem muitas coisas

 

 

 

 

É importante ficar atento a transformações e saber fazer a leitura correta dos acontecimentos

 

A família precisa ficar atenta às mudanças de comportamento dos idosos, sejam eles doentes ou não. Esses sinais devem servir de motivo para uma consulta com um médico, mesmo que seja apenas por precaução.

A grande questão é como os familiares vão avaliar esses eventos, muitas vezes de difícil percepção, ficando essa observação mais eficiente por um profissional da área de saúde. Muitas vezes situações que não ser percebidas pela família podem ser sinais do início de uma doença.

“Quanto mais cedo esses sintomas forem percebidos, melhor para o tratamento, que se iniciará no começo da doença. Quando o idoso é viúvo e mora sozinho, reforça-se ainda mais a necessidade de um acompanhamento especializado, para alertar a família sobre todos os riscos e perigos”, afirma Nayara Moreno, gerente de enfermagem da AleNeto Enfermagem.

A rotina deste idoso precisa ser conhecida por quem o acompanha para que essa pessoa possa ficar atenta justamente aos detalhes: alteração no apetite, pequenas manchas, dificuldade de concentração em conversas, mudança repentina de hábitos. Para considerar esses eventos sintomas, é preciso que ele se repita e que faça parte da “nova rotina”.

“Todos os idosos devem ter um acompanhamento de perto pela família e por profissionais. É importante a família entender que todos estão suscetíveis a mudanças e problemas, sejam eles repentinos ou não”, diz Alexandre Moreno diretor da AleNeto Enfermagem.

A AleNeto Enfermagem oferece uma série de opções de plantões personalizados de cuidadores de idosos, todos da área de enfermagem, de acordo com os dias e as necessidades de cada família. Para saber mais sobre o assunto e conhecer de perto o trabalho da empresa, ligue (14) 3372-0631 e no telefone de plantão 24 horas (14) 99747-0154 ou faça uma visita no escritório que fica na Avenida Batista Botelho, 418, sala 4.

 

 

Parada cardiorrespiratória: Conheça mais sobre o evento súbito que causou a morte de Maradona

VER NOTÍCIA

Covid 19: Santa Cruz ultrapassa mil casos positivos

VER NOTÍCIA

Vendedora de 46 anos é a oitava vitima fatal da Covid-19 em Santa Cruz do Rio Pardo

VER NOTÍCIA