Saúde

Curativo em domicílio traz bem-estar e qualidade de vida

 

 

Pacientes acamados, quando não cuidados de maneira correta, costumam desenvolver lesões e feridas em determinadas partes do corpo, causando dores e sérios riscos de infecção. Esse problema também costuma acontecer quando o paciente passa muito tempo por uma internação hospitalar.

Para que essas lesões sejam devidamente tratadas, o mais correto é que esse paciente, geralmente idoso, passe por sessões de curativo na própria casa. Muitas dessas feridas precisam ser tratadas todos os dias. Quando esse trabalho não é feito diariamente, a eficiência não é a mesma e os resultados demoram mais para aparecer. Obrigar o doente a sair de casa, todos os dias, para fazer os curativos provoca um grande desgaste físico e emocional no mesmo. Além de ser uma logística difícil de ser administrada pela família.

“Uma lesão complexa precisa ser avaliada diariamente, para ver sua evolução e a necessidade de usar determinados tipos de curativos e métodos de trabalho, para que as chances de acertos sejam maiores. Também é importante um acompanhamento de perto por uma enfermeira para que a rotina do paciente e o estado de saúde dele sejam observados, pois há uma série de fatores que influenciam neste tratamento”, afirma Nayara Moreno, chefe de enfermagem da AleNeto Enfermagem.

Não tratar essas feridas ou tratá-las de maneira inadequada, além de não cessar a dor do paciente, abre caminho para infecções e outras complicações para a saúde.

Outro fator importante e que está intimamente ligado à dignidade do paciente: é extremamente constrangedor viver com uma grande lesão, além de causar um incômodo profundo pela falta de higiene.

A AleNeto Enfermagem oferece uma série de opções de plantões personalizados de assistência domiciliar de acordo com os dias e as necessidades de cada família. Para saber mais sobre o assunto e conhecer de perto o trabalho da empresa, ligue (14) 3372-0631 e no telefone de plantão 24 horas (14) 99747-0154 ou faça uma visita no escritório que fica na Avenida Batista Botelho, 418, sala 4.

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA