Saúde

Santa Cruz recebe ambulância em evento com Presidente da República

 
 
Fonte G1

 

Diego Singulani, secretário de saúde de Santa Cruz, recebeu a chave das mãos do presidente Temer

 

O presidente Michel Temer participou da entrega de ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) na manhã desta sexta-feira (2), em Sorocaba (SP). A cerimônia começou às 10h30 e contou com a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros e do secretário de Saúde de Santa Cruz, Diego Singulani.

O avião da FAB que trouxe Temer pousou no aeroporto da cidade por volta das 10h10. Do lado de fora, curiosos acompanharam a movimentação.

As 300 ambulâncias serão enviadas para 219 municípios em 25 estados. Apesar da cerimônia de entrega ser em Sorocaba, o município não ficará com nenhum veículo por já ter recebido no ano passado. A escolha de Sorocaba para receber a entrega se deu pelo fato da empresa que fabrica as ambulâncias estar situada na cidade.

Distribuição das ambulâncias no estado de São Paulo

Cidade Quantidade
Apiaí 1
Araçatuba 1
Araraquara 2
Arujá 1
Cedral 1
Colômbia 1
Cubatão 1
Diadema 3
Fartura 1
Ferraz de Vasconcelos 1
Franca 1
Guaíra 1
Guarujá 1
Guarulhos 1
Ibitinga 1
Itapeva 1
Itaquaquecetuba 1
Itararé 1
Jales 1
Jaú 1
Mococa 1
Monte Alto 1
Nova Granada 1
Ourinhos 1
Piracicaba 2
Praia Grande 1
Ribeirão Preto 2
Santa Cruz do Rio Pardo 1
Santos 1
São Caetano do Sul 1
São João da Boa Vista 1
São José do Rio Preto 4
São Sebastião 1
São Vicente 1
Suzano 1
Taguaí 1
Taquarituba 1
Votuporanga 1
 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social 

 

Discurso

Durante o discurso, Temer citou alguns números de seu governo e afirmou que “ninguém suporta mais a superlotação das penitenciárias”. Segundo o presidente, os estados têm R$ 1,2 bilhão para construir novas unidades prisionais.

“Destinei R$ 1,2 bilhão para os estados, para cada qual deles construir uma penitenciária. Que ninguém também suporta mais a superlotação das penitenciárias, que vive gerando conflitos, rebeliões”, afirmou Temer.

Ele já havia falado da necessidade de construir penitenciárias em evento ontem, no Palácio do Planalto, quando anunciou financiamento de R$ 4,2 bilhões para a segurança pública. Ele já havia falado da necessidade de construir penitenciárias em evento ontem, no Palácio do Planalto, quando anunciou financiamento de R$ 4,2 bilhões, pelos próximos cinco anos, para investimentos em segurança pública. Maior parte da verba será concedida por meio do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Nesta sexta, Temer afirmou que o governo pode liberar “outras verbas” para compras de equipamentos, porém não informou os valores. “Além desse R$ 1,2 bilhão que nós estamos colocando [para construir penitenciárias], outras verbas poderão vir para equipamentos”, disse. Assim como fez diante dos governadores, Temer pediu aos prefeitos e vereados que auxiliem na mobilização em favor do combate à violência e à criminalidade.

O presidente voltou a destacar a criação do Ministério da Extraordinário da Segurança Pública e intervenção federal na área de segurança no estado do Rio de Janeiro. Para Temer, o Rio serve de exemplo para o restante do país e, por isso, foi preciso intervir no estado.

“Se as coisas desandam lá no Rio de Janeiro, elas servem de mau exemplo para o país. E a segurança pública é algo que interessa ao país inteiro Brasil inteiro”, afirmou.

Ao fim do discurso, Temer não falou com a imprensa. Ele saiu de helicóptero e seguiu para São Paulo.

 

 

Santa Cruz recebe as primeiras doses da Coronavac

VER NOTÍCIA

Santa Cruz recebe etapa da “Gincana do Caminhoneiro”

VER NOTÍCIA

Santa Cruz registra 15ª morte por Covid-19 e 10 pessoas estão na UTI

VER NOTÍCIA