Saúde

Saiba a diferença entre a atenção domiciliar e o simples trabalho de cuidador

 

As famílias que têm alguém doente em casa sempre se deparam com a questão de quem contratar para ajudar nos cuidados com o paciente, geralmente um idoso.

As principais opções são: cuidadores de idosos, muitas vezes pessoas com experiência e prática, mas sem nenhuma formação acadêmica e com pouco ou nenhum conhecimento técnico, ou uma empresa de atenção domiciliar, que conta com um núcleo de saúde profissional.

O papel do cuidador do idoso é de ajudar no cuidado corporal, estimular e ajudar na alimentação, ajudar a transferência da cama, mesa/cadeira e ajudar na locomoção e atividades físicas apoiadas. Qualquer procedimento ou atividade extra não é de sua competência e o mesmo não tem autorização para fazê-lo.

Já os profissionais do home care, aqueles que prestam a assistência direta em primeiro plano, dentro da casa, são auxiliares e técnicos de enfermagem, com competência para, além de fazer tudo aquilo que o cuidador faz, uma série de outras atividades e procedimentos, todas, claro, sob supervisão e comando de um enfermeiro. Como, por exemplo:

  • Realizar mudanças de posição na cama e na cadeira e massagens de conforto.                                                   
  • Administrar medicações por via oral, inalatória, através de sonda nasogástrica e nasoenteral, subcutânea, intramuscular, intravenosa, tópica, colírio e enema, conforme a prescrição e orientação médica e da equipe de saúde.                                                                                                                                
  • Aspirar vias aéreas.                                                                                                                                                           
  • Higienizar e aspirar traqueostomia.                                                                                                                             
  • Manipular sonda vesical de demora.                                                                                                                     
  • Comunicar à equipe de saúde sobre mudanças no estado de saúde da pessoa cuidada.                                 
  • Troca e limpeza de curativos desde que orientadas pelo médico ou enfermeiro responsável pelo paciente.                                                                                                                                                                          
  • Realiza exames físicos de acordo com o escopo de sua prática                                                                                 
  • Executa o plano de tratamento específico de acordo com o direcionamento do Enfermeiro.                              
  • Mantém contato com o Enfermeiro envolvido no plano de tratamento de seu paciente.                                       
  • Age como agente de Controle de Infecção mantendo higienizado, o ambiente, e os equipamentos médicos sendo utilizados pelo paciente em domicílio.                                                                                               
  • Realiza anotações clínicas acuradas.                                                                                                                              
  • Segue a risco o plano de tratamento.                                                                                                                            
  • Ter uma ótima habilidade de resolução de problemas que possam ocorrer, até a intervenção do Enfermeiro.

Tudo isso amparado pela estrutura administrativa, jurídica e organizacional de um home care, entre elas:

  • profissionais que compõem a equipe técnica da Atenção Domiciliar, com a função de prestar assistência clínico-terapêutica e psicossocial ao paciente em seu domicílio,                                                                                      
  • ou seja, a Empresa de Atenção Domiciliar conta com enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos, dentre outros profissionais de saúde e administrativos.
  • Precisa estar licenciada pela autoridade sanitária local, possuir alvará expedido pelo órgão sanitário competente, contar com responsáveis técnicos profissionais, de nível superior da área da Saúde, habilitados junto aos respectivos conselhos profissionais.                                                                                                               
  • Deve estar inscrita no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES e no Coren (Conselho Regional de Enfermagem)

“O home care oferece uma estrutura profissional, administrativa e de gestão que oferece tranquilidade à família e um suporte que jamais a figura de cuidador de idosos vai oferecer. É preciso colocar essas questões na balança antes de escolher o serviço”, afirma Alexandre Moreno, diretor da AleNeto Enfermagem.

A AleNeto Enfermagem, que atua em Santa Cruz do Rio Pardo, Ourinhos e região, se enquadra em todas as exigências de um home care e oferece uma série de opções de plantões personalizados de assistência domiciliar de acordo com os dias e as necessidades de cada família. Para saber mais sobre o assunto e conhecer de perto o trabalho da empresa, ligue (14) 3372-0631 e no telefone de plantão 24 horas (14) 99747-0154 ou faça uma visita no escritório que fica na Avenida Batista Botelho, 418, sala 4.

 

 

 

 

 

 

Assistência domiciliar ajuda a superar câncer de mama

VER NOTÍCIA

Hipertensão arterial sistêmica é a doença mais comum em idoso

VER NOTÍCIA

Cuidados com a demência

VER NOTÍCIA