Policial

Adolescente agredida por menores está na UTI

 

 

 

O depoimento de uma mãe desesperada e ao mesmo tempo revoltada, em sua conta no facebook, chamou atenção dos santa-cruzenses neste domingo (01). A mulher relatava que horas atrás a sua filha (15 anos) havia sido agredida por três ou dois meninos na faixa etária de 13 a 15 anos, e o motivo seria pela opção sexual da menina.

“Estou aqui, indignada, nervosa e desesperada, não imaginava que jovens iriam agredir minha filha na noite deste sábado na praça São José, por puro preconceito” diz parte do texto publicado pela mãe.

O texto continua “O que mais agrediu batia nela dizendo TODOS DE SUA OPÇÃO SEXUAL TEM QUE DESAPARECER, estou indignada com tamanha violência, preciso da colaboração de todos para que isso chegue até as autoridades”.

Rapidamente começaram vários comentários, alguns sensatos pedindo para a família procurar a delegacia, já outros mais exaltados falando em justiça com as próprias mãos.

Horas depois da agressão a menina estava reclamando de muita dor na cabeça, e estaria enxergando tudo em preto e branco, então foi levada para UPA, e sem seguida para a Santa Casa, onde passou por exames e foi internada na UTI.

A família de forma sensata resolveu procurar a delegacia, onde a mãe contou a versão de sua filha aos policiais.

“Minha filha estava na praça com uma amiga por volta das 21h30, então chegaram três meninos, um deles estuda com ela, e esse pediu desculpa por uma discussão haviam tido, então um outro chegou e deu um murro no rosto da minha filha, e o terceiro foi o que mais bateu, deu chutes e socos” diz o depoimento no boletim de ocorrência.

Na manhã desta segunda-feira (02) os investigadores começaram a trabalhar no caso, foram realizadas diligências e os três meninos foram levados para a Central de Policia Judiciária onde foram ouvidos. Policia agora procura testemunhas do fato.

Como o crime por ter como motivo homofobia, o caso será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher, sob o comando da delegada Isabel Bertoldo.

A reportagem SCN apurou que um dos meninos disse que a agressão não foi descriminação, eles teriam discutido e a menina teria dado um tapa em um deles inicialmente. A policia deve ouvir mais pessoas nesta terça-feira.

Nossa reportagem também conversou com os pais da menina agredida no final da tarde, e eles disseram que ela segue na UTI, seu estado é estável, e segundo foi passado a eles o cérebro da adolescente está bastante inchado.

“Agradecemos o apoio das pessoas, não é justo o que fizeram com minha filha, mas eu acredito na justiça, e também já pedi calma para meus familiares, que ninguém tome nenhuma atitude, a justiça vai fazer sua parte” disse a mãe bastante triste.

 

 

 

 

 

Briga por R$ 5,00! Homem quase mata companheira asfixiada na Madre Carmem

VER NOTÍCIA

Homem furta moto e foge de cerco policial, mas é preso após denúncia

VER NOTÍCIA

Homem é preso após furtar artigos religiosos

VER NOTÍCIA