Esportes

AES: Após bom resultado fora de casa, diretoria espera apoio do torcedor no Leônidas Camarinha

 

 

Jogadores da Santacruzense no vestiário após empate em Tupã (foto)

 

Está chegando a hora, finalmente o torcedor vai poder matar saudade de assistir um jogo profissional no estádio Leônidas Camarinha, depois de um ano o tricolor volta atuar diante de sua torcida, e o reencontro será neste domingo (15), ás 10h00 contra o Vocem de Assis.

“Nós precisamos muito do apoio do torcedor, será um jogo difícil, e chegou a hora do santa-cruzense mostrar que realmente quer um time profissional, estamos com muitas dificuldades neste retorno, pouco apoio, infelizmente poucas empresas acreditam no projeto, dificuldades com estádio, e como disse precisamos muito da resposta do torcedor no próximo domingo” disse o presidente Domingos do Carmo.

O presidente disse que o clube pretender realizar algumas ações durante a semana, e levar um grande público ao estádio.

Estreia

O time estreou na segundona neste sábado (7) na cidade de Tupã, e empatou em 0 a 0, em jogo com muitas alternâncias, com as duas equipes com boas chances de vencer, acertando as traves, porém as melhores oportunidades foram da Santacruzense.

O time do Tupã é muito forte fisicamente, e no começo do jogo jogo essa força física predominou, mas não conseguia criar grandes oportunidades, e aos pouco a Santacruzense fez valer a sua melhor qualidade técnica, e passou a envolver o adversário.

Na primeira etapa as duas melhores chances foram da Esportiva, com Vitor que fez grande jogada dentro da área, mas acabou batendo fraco para a defesa do goleiro, e Vinicius Maluf que recebeu uma bola alta dentro da área e no domínio passou pelo zagueiro, porém acabou adiantando um pouco e facilitou a boa saída do goleiro que abafou o lance.

Os vinte primeiros minutos do segundo tempo a Santacruzense comandou as ações, com toques rápidos envolvia o adversário e criou boas oportunidades, na principal delas o zagueiro Gil Célio acertou o travessão.

Nos minutos finais o treinador Maisena fez algumas alterações, e com apoio do torcedor o Tupã passou a pressionar, e os atletas da Esportiva passaram errar passes bobos, facilitando a vida do adversário, que ainda assim não encontrava espaços na bem postada defesa tricolor.

A melhor chance do Tupã foi aos 37 minutos, após cobrança de escanteio o atacante cabeceou forte a queima roupa, e o goleiro tricolor Rodrigo fez um milagre, com a bola ainda tocou na trave. O placar ficou mesmo no 0.

“Foi uma boa estreia, a gente ainda não tinha jogado 90 minutos ainda, não fizemos nenhum amistoso, apenas jogo treino, no começo estávamos um pouco perdidos, mas com o tempo começamos a colocar bola no chão e trocar passes, isso que peço aos atletas, e nossa equipe tem muito essa qualidade, temos muito que acertar, mas foi sim uma boa estreia, o time correu, se dedicou, e isso é o minimo que espero, nós estamos vendo todo o esforço e sacrifício da diretoria para colocar esse clube na competição, então os jogadores precisam sempre dar a resposta e fazer o máximo dentro de campo” falou o treinador Claudinho Batista.

 

 

 

 

 

 

Santacruzense perde em casa, e se complica no paulista sub 20

VER NOTÍCIA

Rodada e classificação do “Truco Entre Bares”

VER NOTÍCIA

Braçadas do Futuro conquista oito medalhas no Torneio em Bauru

VER NOTÍCIA