Saúde

Teve inicio hoje a vacinação contra a Influenza, 12 de maio será o “Dia D”

 

 

Teve inicio hoje, 23 de abril de 2018 a Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza, uma estratégia do Ministério da Saúde para diminuir o impacto da gripe em todo o país. O Dia D, considerado a data mais importante de mobilização nacional, está marcado para sábado, 12 de maio.

Considerando-se a entrega parcelada pela Secretaria do Estado da Saúde da vacina Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde irá realizar a campanha nas seguintes etapas:

– A partir do dia 23 de abril: profissionais de saúde, indígenas e as pessoas com 60 anos ou mais de idade;

– A partir do dia 2 de maio: crianças entre 6 meses e menores de 5 anos de idade, gestantes e puérperas;

– A partir do dia 9 de maio: comorbidades, professores e os privados de liberdade;

– Dia 12 de maio Dia “D”: sábado (todos os grupos)

Com o intuito de atingir uma melhor cobertura no grupo de 6 meses a cinco anos será realizada a vacinação nas escolas e creches da rede pública.

A escolha dos grupos que recebem a vacina se deve ao fato de eles serem mais vulneráveis aos efeitos da gripe e sofrerem mais com seus sintomas e desdobramentos. Além disso, parte desse pessoal possui contato diário com outras pessoas infectadas, o que aumenta o risco de transmissão. A lista inclui: pessoas acima de 60 anos de idade, crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, profissionais da saúde, professores da rede pública e particular, população indígena, portadores de doenças crônicas, como diabetesasma e artrite reumatoide, indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia, portadores de trissomias, como as síndromes de Down e de Klinefelter e pessoas privadas de liberdade.

 Se você faz parte dos grupos de risco para complicações da doença, sua participação é primordial. A Influenza é uma doença séria, que mata mais de 650 mil pessoas todos os anos, de acordo com um recente levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de causar aqueles sintomas clássicos — febre alta, nariz entupido, cansaço e dor no corpo —, ela está por trás de complicações como pneumonia e infarto.

A meta em Santa Cruz do Rio Pardo é vacinar 90% dos grupos prioritários sendo 2.626 crianças, 1.067 trabalhadores de saúde, 453 gestantes, 74 puérperas e 6.434 idosos. Durante os dias úteis as salas de vacinas estarão abertas das 7 às 12 e das 13 às 16 horas, no sábado dia 12 de maio todas as unidades ficaram abertas das 8 às 16 horas.

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA