Política

Maio Amarelo: Prefeitura de Santa Cruz realizará atividades e até intervenção teatral

 

 

Com o mote “Nós somos o trânsito” o movimento chega à sua 5ª edição e fomenta na sociedade discussões e atitudes voltadas à necessidade urgente da redução do número de mortes e feridos graves no trânsito. O tema foi discutido com a Associação Nacional de Detrans (AND) e foi apresentado em reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e propõe uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. Para José Aurélio Ramalho, diretor-presidente do Observatório e idealizador do Movimento Maio Amarelo, 90% dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção. “Somos os responsáveis pelos nossos atos no trânsito e ter consciência clara disso é um dos caminhos para a reversão do triste cenário não só do Brasil, mas de todo o mundo”, ressalta.

 Em Santa Cruz do Rio Pardo as atividades estão sendo realizadas em parceria com o Departamento Municipal de Trânsito e Secretaria de Gestão e Comunicação Social.  Um marketing institucional de grande impacto poderá ser observado pelos motoristas e pedestres a partir da próxima semana, e com o apoio da Cia de Teatro Esperas, intervenções teatrais vão ser realizadas sem hora e data agendada no trânsito e no centro do município para mostrar aos motoristas a importância de uma direção consciente.

 

 

Demutran desmente a instalação de mais um radar em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Demutran inicia a instalação de mais placas nas ruas

VER NOTÍCIA

Demutran realiza sinalização no centro de Santa Cruz

VER NOTÍCIA