Saúde

Implante dentário: oportunidade para correção do sorriso

 

 

Muitas pessoas perdem a oportunidade de corrigir o sorriso por não conhecerem a função do implante dentário. Ele é a melhor opção para quem não possui um ou mais dentes. Independente de como a pessoa os perdeu, é possível a correção.

A dentista, Marcella Luizon, que atende no Grupo Unividas, explica que o implante funciona como raízes artificiais de metal (em geral, usa-se o titânio) instaladas dentro do osso, abaixo da gengiva através de um processo cirúrgico muito simples. Após isso, é fixada a prótese dentária de um ou de vários dentes para recuperar as funções físicas e obter uma estética natural. 

Quem pode colocar?

Estando com a saúde em dia e gengivas e ossos saudáveis, todas as pessoas podem fazer o implante dentário. Por isso, o planejamento exige de cada paciente uma revisão do histórico médico e dental, um exame clínico completo dos tecidos bucais, além de checar a consistência do osso de suporte dos maxilares. O implante é contra-indicado em alguns casos: crianças, pessoas com problemas cardíacos de alto risco, fumantes e diabéticos, são alguns exemplos.

O melhor tipo de implante

Existem alguns diferentes tipos de implantes. Porém, o tipo mais recomendado é o ósseo integrado que, inclusive, é uma revolução no tratamento de pacientes que perderam parcialmente ou totalmente seus dentes. Entenda algumas etapas:

– Ele é feito por meio cirúrgico diretamente no osso maxilar;

– O seu período de integração ao osso leva em média quatro a seis meses;

– Depois de um tempo será necessário uma segunda cirurgia para ligar o implante ao meio bucal;

– Nessa etapa, o dentista remove a gengiva que está recobrindo o implante e, finalmente, o dente artificial é conectado ao implante.

Implante dentário = qualidade de vida

De acordo com Marcella, quem opta pelo uso de implantes dentários começa a perceber muitas mudanças positivas. A mastigação melhora, a sensibilidade e gosto dos alimentos continua, o sistema digestivo funciona melhor por conta da mastigação correta, além de não prejudicar a qualidade dos outros dentes.

O procedimento é dolorido?

Como todo tipo de procedimento cirúrgico dentário, a anestesia é local. O pós-operatório também é à base de analgésico, antibiótico, anti-inflamatório e repouso apenas no dia da cirurgia. No dia seguinte você já pode voltar para as atividades rotineiras, mas com moderação. Não precisa mais ter receio. Além disso, a taxa de sucesso de um implante é de 98%.

“Consulte seu dentista, converse sobre todas as etapas do procedimento e invista no seu novo sorriso”, finaliza a Marcella.

 

 

 

AME Ourinhos destaca programas de prevenção de saúde da mulher e do homem

VER NOTÍCIA

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA