Policial

Incêndio culposo, Homem preso ao mentir em depoimento, furto…acompanhe a movimentação policial

 

 

Incêndio em mato no final da tarde desta segunda-feira no Distrito Industrial atingiu carretas, e causou grandes prejuízos (foto)

 

O plantão policial foi agitado nas últimas horas em Santa Cruz do Rio Pardo, a Policia Civil registrou incêndio culposo, duas prisões no forum da cidade e furto em residência.

Incêndio culposo

Segundo boletim de ocorrência, teriam colocado fogo em mato seco para limpar terreno da empresa Metalúrgica Rio Pardo, no Distrito Industrial, porém o fogo se alastrou pelo mato e atingiu várias carretas que estavam no pátio do Posto Confiança, separado da metalúrgica por apenas uma cerca.

O proprietário da metalúrgica negou que atearam fogo no local, e que ao perceber o que estava acontecendo tentou apagar o incêndio com cal, e acionou o Corpo de Bombeiros pelo telefone.

Ao menos cinco carretas foram atingidas pelas chamas, sendo que uma delas carregada com equipamento de luz e som, foi a mais atingida, causando um grande prejuízo para o empresário Edson Aparecido Marrero, organizador da festa do peão da cidade.

Polêmicas

O clima foi tenso durante esse incêndio. empresários reclamaram da demora da chegada do Corpo de Bombeiros, e teve ainda desentendimento do empresário prejudicado com Policiais.

O proprietário do Posto Confiança, Marcos Adelino Pichinin (Jú), comentou que chegou ir até a sede do Corpo de Bombeiros “Eu recebi a ligação de um funcionário me contando o que estava acontecendo, pediu para ligar para o bombeiro, depois que eu liguei passou uns quinze minutos eu fui até a corporação e eles ainda estavam lá, eu falei para eles irem para lá, pois ia pegar fogo em dez carretas, eles me falaram que já estavam indo, e que era apenas fogo em pasto, aí eles foram, e quando chegaram já era tarde” comentou o empresário para a radio Band FM.

Jú ainda disse durante a entrevista que o Corpo de Bombeiros demorou ao menos meia hora para chegar ao local.

O sargento Louzado do Corpo de Bombeiros de Santa Cruz do Rio Pardo, questionou a ida do empresário até a sede dos bombeiros em Santa Cruz, e ressaltou que o procedimento foi todo dentro do normal “Chegamos aqui em aproximadamente sete minutos, e a informação era de fogo em mato, temos todo um procedimento para sair quando a ocorrência é de incêndio, e nosso quartel é do outro lado da cidade, e o acesso também dificultou nossa chegada até o fogo”. comentou o sargento.

Louzado também negou que a equipe só saiu da sede após a ida do dono do posto até “Se ele foi em alguma cia, ele pode ter ido na cia da Policia Militar, agora se ele foi no bombeiro nós já tínhamos saído de lá quando ele chegou”.

Ele concluiu a entrevista com uma avaliação positiva da ação de sua equipe “Os senhores podem fazer as imagens que não conseguimos salvar apenas um caminhão, esse caminhão era baú de alumínio e tinha muito material elétrico como caixa de som, e a água não alcança até o fogo com todo esse material, por isso a dificuldade em salvar este caminhão, mas os demais conseguimos evitar um prejuízo maior”.

Ainda durante a ocorrência aconteceu um desentendimento entre integrantes da PM e o empresário Marrero. Segundo testemunhas o empresário estava com mais algumas pessoas acompanhando o fogo, quando um policial pediu para que deixassem o local, e o empresário teria dito ser o dono da carreta em chamas e gostaria de acompanhar os trabalhos, então aconteceu uma discussão, contida por testemunhas que pediram para que todos focassem no trabalho de conter as chamas.

“Acredito faltou um pouco de bom senso, a pessoa está ali vendo todo seu material ser consumido pelas chamas, bastante nervosa, estava em um local fora de perigo, não precisava nada disso, mas felizmente depois aconteceu o bom senso” disse uma testemunha.

O empresário não quis se pronunciar sobre o incidente, disse que ainda está calculando o prejuízo, que deve ser alto, pois na carreta estava praticamente todo seu equipamento de áudio, luz, telão de led, “Minha vida estava ali” disse.

Já a policia está investigando as causas do fogo, e registrou ocorrência com “Incêndio Culposo”.

Prisões no Forum

A Policia Civil e Militar realizaram prisões na tarde desta segunda-feira (20) no forum da cidade. A primeira prisão foi de um estudante (20 anos), morador de São Pedro do Turvo. Ele estava depondo como testemunha, e o juiz percebeu que ele estava faltando com a verdade, já que mudou um depoimento que já havia dado na delegacia de São Pedro. Diante dos fatos o juiz ordenou a prisão do estudante, que foi encaminhado para cadeia de sua cidade.

A segunda prisão foi de um morador de Ubirajara (34 anos). O homem está sendo processado por uma tentativa de homicídio na cidade de São Pedro do Turvo em 2014. Ontem ele participou de uma audiência em Santa Cruz, e o juiz já havia decretado sua prisão preventiva. Encaminhado para a cadeia de São Pedro do Turvo.

Furto em residência

Auxiliar de Enfermagem compareceu até a Central de Policia Judiciária (CPJ) para registrar furto em sua casa na rua João Portezan, no Jardim Paraíso. Segundo ela, no final de semana, arrombaram a porta da sala da casa e furtaram um notbook, uma gargantilha e uma correntinha ambas de ouro, um par de tênis Nike, um vidro de perfume e R$ 20,00 em dinheiro. 

 

 

 

 

 

 

PMR apreende celulares e aparelhos eletrônicos contrabandeados em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

PMR apreende grande quantidade de maconha e skank em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Bandidos furtam fiação de iluminação da ciclovia no Parque das Nações

VER NOTÍCIA