Policial

Aposentada cai no golpe do “carro quebrado”

 

 

Uma aposentada (85 anos), moradora da rua Benjamin Constant em Santa Cruz do Rio Pardo, foi vítima de estelionato. A mulher acompanhada de um neto, procurou a Central de policia Judiciária nesta terça-feira (21) para registrar o golpe.

Ela recebeu uma ligação de um rapaz informando que era seu sobrinho Carlinhos de Bernardino de Campos, e que ele estava com o carro quebrado na Rodovia João Batista Cabral Rennó, e não estava encontrando ajuda, e solicitou para mulher ligar em um número de código de área 65, que era da seguradora e falar com Gleise ou Aline.

A aposentada atendeu a orientação e ligou no número passado, uma pessoa de nome Gleise atendeu a ligação e falou que mandaria um mecânico para o local. Passado alguns minutos o “Carlinhos” ligou de volta agradecendo a sua “tia”. Disse que o mecânico foi até o local, mas que precisava um outro favor, um cheque de R$ 980,00 para pagar os serviços, pois estava sem dinheiro.

Antes mesmo que a mulher pudesse preencher o cheque o telefone tocou novamente, a pessoa de nome Gleise disse que o Carlinhos havia passado o valor errado, que o correto era R$ 1.980,00 e que um taxista de nome Aparecido ia passar pegar o cheque para fazer o depósito. O que acabou acontecendo, o taxista, de Santa Cruz, pegou o cheque e depositou no Banco do Brasil.

Passado mais alguns minutos o “Carlinhos” volta a ligar para a aposentada, disse que houve um engano e não era para fazer o depósito no Banco do Brasil, e sim no correio, e que ele já tinha falado com o taxista do equívoco e que o mesmo estaria indo até a casa da mulher pegar outro cheque.

O taxista foi, pegou outro cheque no valor de R$ 1.980,00 e depositou na agência dos correios. Não satisfeito o “sobrinho” ligou de novo, e disse que agora precisava de R$ 300,00 para pagar o hotel, pois o carro só ficaria pronto no outro dia, e perguntou se poderia pedir para o taxista passar pegar, e realizar o depósito.

O homem voltou a casa da aposentada, pegou R$ 300,00 agora em dinheiro e depositou no Banco do Brasil.

E na terça pela manhã a mulher recebeu uma ligação e ouviu a seguinte frase “Oi tia, estou em Espírito Santo do Turvo, se tentar dar parte, tem gente vigiando a sua casa, sei onde você mora, vou acabar com a família toda, conheço onde seu filho trabalha no hospital, não abra a sua boca, porque estou com dinheiro no bolso” e desligou.

Assustada a mulher buscou ajuda com familiares. O neto da aposentada informou que eles já foram até ao Banco do Brasil e sustaram os dois cheques, e sendo assim a mulher teve prejuízo dos R$ 300,00 em dinheiro.

A policia já investiga o caso, vai ouvir o taxista, descobrir de quem é a conta no Banco do Brasil, e já se sabe que o telefone da “seguradora” é do Mato Grosso.

 

 

PMR apreende celulares e aparelhos eletrônicos contrabandeados em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

PMR apreende grande quantidade de maconha e skank em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Bandidos furtam fiação de iluminação da ciclovia no Parque das Nações

VER NOTÍCIA