Policial

Mulher é morta a facadas no Jardim Santana, ex é o principal suspeito

 

 

Jéssika (foto) estava com um amigo, o rapaz é a única testemunha do homicídio

 

Jessika Cristina Britto (35 anos) foi assassinada no inicio da madrugada deste domingo (30), um ex namorado é o principal suspeito. O crime foi na rua Ester do Santana Amaral, Jardim Santana 2.

A única testemunha é um rapaz de 31 anos, morador do Jardim Santana 2, que estava com Jéssica na hora do homicídio.

Segundo ele, Jéssica o convidou para tomar cerveja, na casa de uma amiga, onde a vitima estava morando, e então ele foi ao local.

A testemunha relatou que tempo depois ouviram o barulho de uma moto, e alguém chamou no portão, e a Jéssica foi atender, e logo começou uma discussão, e quando ele percebeu que estavam entrando na casa, se trancou no banheiro.

No seu depoimento ele diz que em minutos a Jéssica começou a gritar na faça isso, ouviu gritos e choros, e logo após o assassino começou a dar chutes na porta do banheiro, e quando conseguiu abrir um parte da porta, o suspeito colocou a mão com a faca, então ele (testemunha) conseguiu pegar a faca, se desvencilhou do assassino e saiu correndo.

Faca usada no crime foi apreendida

 

Ele alega que jogou a faca em um quintal vizinho e fugiu, e em seguida ligou para a dona da casa e contou tudo que tinha acontecido. A amiga então foi até o local e acionou a polícia. Jéssica foi encontrada bastante machucada e já sem vida.

O principal suspeito é E.C.B. (37 anos) ex amásio de Jéssica, E.C.B. (37 anos), que está foragido. Uma moto em nome do pai do suspeito foi abandonada próximo a casa de onde aconteceu o assassinato.

Jéssica estava com treze lesões causadas pelos golpes de faca. A policia também localizou a faca usada no assassinato.

O caso foi registrado como homicídio, o caso já está sendo investigado, e o suspeito procurado pela polícia.

 

 

 

Assista as imagens verdadeiras de assalto no Posto Brasília

VER NOTÍCIA

Homem de 63 anos morre afogado em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Mototaxista acusado de estupro, registra boletim de calúnia

VER NOTÍCIA