Saúde

Famílias se preocupam com as crianças e esquecem os idosos

 

 

Famílias analisam e pesquisam bastante a escola em que vai colocar os filhos. Levam em contam o conteúdo pedagógico, a formação dos profissionais e a segurança que a escola oferece a seus filhos, principalmente quando são crianças.

Mas, infelizmente, isso não acontece quando esses mesmos pais vão procurar quem vai cuidar de seus próprios pais ou avós que demandam cuidados, ou por doença ou por restrições que a idade impõe.

Nesta hora, as famílias não se preocupam com a formação do profissional e nem como o conhecimento dele pode ajudar na recuperação do idoso. No Brasil, a cultura do cuidado profissional com o idoso ainda é recente e até pouco conhecida. Mas os resultados são muito mais significativos.

“As famílias ainda procuram e aceitam pessoas sem formação e que são indicadas porque ‘já cuidaram da vizinha do fulano’ ou ‘da avó do sicrano’, mas essas experiências não são de fato atestadas e muito mesmo o conhecimento técnico daquela ‘cuidadora’ para exercer determinada função. Cada doença e cada paciente têm sua complexidade”, afirma Alexandre Moreno, diretor da AleNeto Enfermagem.

É importante as famílias começarem a se preocupar com essa comparação, até mesmo para verem resultados mais significativos nos cuidados. “Um cuidador amador vai se resumir ao trabalho da rotina do idoso. Nada mais do que isso. Um acompanhamento profissional de enfermagem vai, além de tratar da rotina, ficar atento à condição clínica e à evolução deste paciente. Assim, a melhora do paciente, quando há prognóstico, é mais sensível”, fala a enfermeira Nayara Moreno, da AleNeto Enfermagem.

A AleNeto Enfermagem, que atua em Santa Cruz do Rio Pardo, Ourinhos e região, São Paulo e Santos, tem plantões completos de enfermagem e cuidador de idosos. Para saber mais sobre o assunto e conhecer de perto o trabalho da empresa, ligue (14) 3372-0631, (14) 99747-0154, (11) 94182-7647 ou (13) 99675-0026. Visite também o site em www.alenetoenfermagem.com e as páginas no Facebook (@AleNetoEnfermagem) e no Instagram (@aleneto_enfermagem).

 

 

Santa Casa adquire três novos respiradores para UTI

VER NOTÍCIA

Idoso não precisa ser turrão só porque é idoso

VER NOTÍCIA

Santa Casa de Santa Cruz adere a campanha contra a violência à mulher

VER NOTÍCIA