Política

Por 8 votos a 3, vereadores rejeitam aumento do valor venal dos imóveis em Santa Cruz, clima foi tenso

 

 

Otacilio usou a tribuna por mais de uma hora.

 

Como o Santa Cruz News já previa no inicio da tarde, a sessão extraordinária na câmara de vereadores de Santa Cruz do Rio Pardo para votar o aumento de pouco mais de 300% do valor venal dos imóveis no municipio foi bastante tensa. Teve vereador dando indiretas nos companheiros e uma forte discussão do prefeito Otacílio Parras Assis com o vereador Luciano Severo.

O prefeito usou a tribuna para esclarecer o projeto: “Seria melhor os vereadores perguntarem, mas vou tentar explicar os principais pontos” disse o chefe do executivo.

Otacílio bateu na tecla de que o projeto não iria acarretar aumento de IPTU, e muito menos aumento de receita para o municipio.

“Infelizmente alguns vereadores, a imprensa, talvez por desconhecimento, acabam faltando com a verdade e enganando a população, esse projeto não vai aumentar o IPTU, e também não vai aumentar a arrecadação da prefeitura” comentou o prefeito.

O chefe do executivo usou a tribuna por mais de uma hora, e disse que o projeto só iria prejudicar os sonegadores.

“As pessoas honestas não serão prejudicadas com esse projeto, os mais humildes fazem financiamentos, usam dinheiro honesto, o projeto vai prejudicar os sonegadores, as pessoas que usam dinheiro sujo, agiotas, contrabandistas, esses sim serão afetados”, falou Otacílio.

Luciano Severo elencou vários imóveis do prefeito, que estariam com valores abixo do valor real

 

Luciano Severo usou a palavra e citou vários imóveis que o prefeito possui, todos com valores abaixo do mercado.

“Senhor prefeito dê o exemplo, para depois cobrar a população, por que o senhor não regulariza os valores dos seus imóveis? Aí depois sim, o senhor pode cobrar a população”, comentou o vereador.

Otacílio se irritou e disse que Severo estava faltando com a verdade e tentando enganar as pessoas:

“Você está equivocado Severo, esses valores são do meu Imposto de Renda, e todo mundo sabe que no Imposto de Renda a gente declara pelo valor comprado, você está querendo confundir a população, Severo”.

O vereador retrucou, e teve inicio uma discussão entre os dois, fazendo com que o presidente da Casa, Marcos Valantieri, cortasse a palavra de ambos. 

Ao final, Otacílio chegou a fazer um desafio:

“Se o projeto for aprovado e ano que vem alguem recebee o IPTU com aumento, pode levar pra mim que eu pago”. 

Após usar a tribuna, o prefeito deixou o recinto com cara de poucos amigos, não quis esperar a votação e não atendeu a imprensa.

 

Votação

A votação surpreendeu muitas pessoas, vereadores da base governista como Cristiano Miranda, Cristiano Neves e Marcos Cantor, votaram contra o projeto, enquanto Paulo Pinhata se absteve.

Murilo Sala, Severo, Maura, Joel e Professor Edvaldo, também votaram contra. Lourival do Raio X, Luizão da Onça e Milton de Caporanga foram os três votos favoráveis. João Marcelo Santos, viajando, não participou da sessão.

Lourival do Raio X explicou o seu voto:

“É um projeto necessário, infelizmente gerou toda essa polêmica, durante o dia recebi ligação de grandes amigos, me diziam para votar contra, mas não posso, estudei o projeto, não tem jeito, é algo necessário, as pessoas irão me entender”.

Já Cristiano Miranda, que havia dado declarações favoráveis ao projeto, mudou o  voto, e ao usar a tribuna irritou os vereadores.

“O projeto é necessário, mas vou fazer como alguns vereadores, vou dar um voto politico, por isso vou votar contra”.

Murilo Sala questionou Miranda: “Você está errado Cristiano, aqui ninguem está dando voto politico, eu voto com minha consciência, esse projeto tem que ser feito de forma diferente, e não assim como está, você está equivocado ao falar que estamos dando voto politico, se você deu voto politico, eu não”.

 

 

Fiscal explica motivo de comerciante ser impedido de trabalhar

VER NOTÍCIA

Vinicius Pedraci é o novo presidente da câmara de vereadores de Ipaussu

VER NOTÍCIA

Sessão extraordinária nesta quarta para votar aumento de valor venal deve ser tensa

VER NOTÍCIA