Política

Câmara pode abrir Comissão Processante para decidir futuro de João Marcelo

O futuro do vereador João Marcelo Santos na câmara de vereadores de Santa Cruz do Rio Pardo, está nas mãos de seus 12 companheiros de legislativo.

O ex vereador Luiz Carlos Novaes Marques (Psiu) denunciou João Marcelo, que é advogado, de ter ações contra municípios de Santa Cruz e São Pedro, o que não é permitido por lei.

“Vereador não pode advogar contra o município, isso é muito claro, não tem defesa, o João Marcelo mesmo já afirmou que tem uma ação contra a prefeitura de Santa Cruz, é lei, ele tem que perder o mandato” disse Psiu.

Em entrevistas João Marcelo confirmou uma ação “É uma ação de 2014, não era vereador, e é caso de saúde, medicamentos, se eu deixasse a ação a pessoas correria riscos” afirmou.

João apresentou a sua defesa, efetuada pelo advogado Marcelo Picinin.

Após ler a defesa, o Procurador Jurídico da câmara, João Luiz de Almeida Júnior, orientou a mesa diretora colocar no plenário a possibilidadede abertura ou não de uma Comissão Processante para analisar o caso.

O parecer não está claro, em certos pontos dá razão para a defesa, porém logo em seguida diz que a denúncia tem fundamento.

Na próxima semana o presidente da casa, Marcos Valantieri, terá que tomar uma decisão, e muito provavelmente ele irá submeter a decisão para o plenário.

Se os vereadores optarem pela abertura de uma Comissão Processante, será formada uma comissão por três vereadores.

A próxima sessão, a última do ano, será no próximo dia 17.