Revista

As atividades fora do escritório que ajudam na vida profissional

 

 

Ioga (foto) é ma atividade que pode melhorar o desempenho geral do trabalho

 

Preparar um bolo ou tricotar um suéter podem não parecer hobbies que farão uma carreira profissional evoluir. Entretanto, cultivar certos passatempos e atividades depois da labuta realmente têm um impacto mensurável no seu desempenho no local de trabalho.

A manutenção de tais hobbies pode fazer com que os indivíduos pareçam mais atraentes para os empregadores em potencial, melhorar o seu humor, aumentar sua confiança, reduzir o estresse, proporcionar oportunidades de trabalho em rede e ajudá-los a trabalhar melhor com os outros.

Isso lhe dá uma sensação de domínio, você está desenvolvendo novas habilidades, novos processos de pensamento e realmente desafiando a si mesmo para aprender algo novo e desenvolver seu conjunto de habilidades. É o que afirmam os estudos do Dr. Kevin Eschleman, professor-assistente de psicologia na Universidade de San Francisco, que se debruçou sobre a correlação entre hobbies e o desempenho no trabalho.

Em seu estudo, ele descobriu que os hobbies proporcionam uma variedade de benefícios que se estendem ao ambiente de trabalho. Além disso, sua pesquisa mais recente descobriu que, quanto menos relevante a atividade é para a profissão da pessoa, maior o impacto sobre o desempenho no local de trabalho.

Seja qual for a atividade que você está fazendo no seu tempo livre, ela se torna incrivelmente mais valiosa se for diferente do que você faz em seu ambiente de trabalho. As pessoas precisam estar atentas e conscientes dos recursos que estão usando no ambiente de trabalho para perceber quais recursos precisam proteger e reabastecer em seu tempo livre.

IOGA

Uma atividade que pode melhorar o desempenho geral do trabalho é a ioga. Muitas atividades similares a ioga e meditação podem fornecer um tipo de atenção plena ou auto-exploração. Isso deixa você mais ciente do que está acontecendo internamente e permite que você gerencie isso. A ioga também ensina uma importante virtude comumente aceita entre músicos e atletas; que enquanto a prática faz a perfeição, a perfeição é inatingível.

VOLUNTARIADO

Em seu estudo, Eschleman também observou os benefícios positivos do voluntariado, o que pode fornecer uma perspectiva mais ampliada e um senso de comunidade. Qualquer coisa que lhe proporcione uma mudança real em como você vê o mundo será uma vantagem em termos de sua saúde e bem-estar geral, e também como você resolve problemas, seja em relacionamentos pessoais ou em um ambiente de trabalho.

Contribuir para uma causa importante também pode oferecer oportunidades de networking e liderança, habilidades práticas, um sentimento de empoderamento e muito mais. Você está se conectando com uma comunidade, está aceitando que não é uma ilha. Isso oferece uma nova perspectiva e ajuda a completar lacunas que você não sabia que existiam. Fique atento às oportunidades de voluntariado na nossa região.

PRATICAR ESPORTES

Outra maneira de melhorar as habilidades de colaboração é por meio de esportes competitivos. Os atletas têm um senso de resiliência, são bem treinados em administrar seu tempo, trabalham bem uns com os outros, desenvolvem fortes habilidades de comunicação e trabalham duro para alcançar seus objetivos.

Um dos hobbies mais badalados do momento é o poker. A atividade, classificada como um esporte mental, é a prática esportiva que mais cresce no Brasil e no mundo nos últimos anos. Um bom profissional, seja qual for a sua carreira, pode extrair inúmeros benefícios e aprendizados do poker para aplicar no seu dia-a-dia de trabalho. A prática estimula o pensamento analítico e a memória, além de ajudar na tomada de decisões e riscos. Se for praticado em um ambiente coletivo, o poker também pode te ajudar a se aprimorar na leitura de terceiros, sejam eles adversários da mesa, clientes potenciais ou fornecedores.

Um dos maiores exemplos de atleta que aliou o esporte com a carreira de empreendedor é André Akkari. O paulista, considerado o maior nome do poker nacional, já deixou bem claro que as lições das cartas foram fundamentais em seu sucesso no mundo corporativo.

 

TOCAR UM INSTRUMENTO MUSICAL

Os músicos sabem disso melhor que ninguém. Eles nunca param de praticar, nunca chegam a um lugar onde dizem “sou um saxofonista perfeito agora”, praticam todos os dias. A musicalidade fornece uma ampla variedade de habilidades e valores que podem aumentar o desempenho no local de trabalho, além de uma saída criativa.

Aprender a tocar um instrumento musical e se tornar músico é um exercício para desenvolver boas habilidades de escuta, experimentar, superar repetidos fracassos, autodisciplina e colaboração de sucesso. É simplesmente impossível se tornar um profissional da música de sucesso, a menos que você também domine certos conceitos teóricos, desenvolva boas habilidades de apresentação e improvisação e, em última análise, atinja a qualidade indescritível de originalidade que só ocorre quando o medo do fracasso é superado pelo desejo de adquirir uma nova visão, uma nova perspectiva e uma voz única.

 

 

Fundo Social de Santa Cruz distribui mais de 3.000 ovos de Páscoa

VER NOTÍCIA

Trio de mulheres traz palestra sobre a descoberta do brilho interior

VER NOTÍCIA

Atiradores de Santa Cruz realizam doação de sangue e arrecadação de leite

VER NOTÍCIA