Revista

Mutirão de limpeza nas rodovias intensifica combate à dengue

 

 

CART é parceira da ARTESP em ação que mobiliza concessionárias em todo Estado de São Paulo

 

O combate ao mosquito Aedes aegypti é intensificado também nas rodovias. A CART – Concessionária Auto Raposo Tavares, uma empresa do grupo Invepar, integra as ações dentro do Programa Estadual de Combate à Dengue, que a ARTESP – Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo, coordena junto às concessionárias.

Bauru, Presidente Prudente e Presidente Bernardes fazem parte dos municípios brasileiros mapeados pelo Ministério da Saúde que estão em alerta por infestação do Aedes. Somente em Bauru, por exemplo, são mais de 500 casos de dengue confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Na quarta-feira, dia 13, as equipes de limpeza intensificam as atividades somando esforços ao mutirão de limpeza nas rodovias, realizado com objetivo de recolher o lixo e eliminar focos de criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunha. A ação prevê ainda a distribuição de folhetos educativos nas praças de pedágio, posts nas redes sociais, além da veiculação de frases de orientação nos Painéis de Mensagens Variáveis – PMVs.

As equipes da CART seguem um cronograma de manutenção da rodovia, que inclui os serviços de limpeza com “cata-cata”, capina e roçada, além de limpeza de placas e estruturas, por exemplo. “A Concessionária faz a manutenção da rodovia, mas é importante salientar que o comprometimento de todos no combate ao mosquito é fundamental. A orientação aos motoristas é que levem sacolas plásticas para depositar seu lixo no interior do veículo para descartar corretamente após a viagem ou em uma de nossas bases de apoio Serviço de Atendimento ao Usuário [SAUs]”, afirma Luis Santos, gerente de Operações da CART.

Orgânico e reciclável

De Bauru a Presidente Epitácio, a limpeza feita diariamente ao longo das rodovias administradas pela CART resulta no recolhimento de quantidade expressiva de resíduos, materiais jogados na pista ou no acostamento. Em média, 813 m³ de lixo são recolhidos por mês e boa parte deste lixo é destinado para reciclagem, pois mais da metade são materiais como plástico, garrafas PET, latas de refrigerantes, papel, papelão, plásticos, recipientes de vidros e sacolas.

Em 2018, os resíduos de borracha e pneus destacam-se entre os materiais recolhidos. Foram coletados por mês em média 391 m³. “É um volume considerável de material que sai de veículos pesados. Mostra a relevância da atuação das equipes de limpeza na rodovia, tanto na eliminação de focos da dengue, quanto na segurança dos motoristas”, afirma Santos.

Materiais e resíduos abandonados nas rodovias podem entupir o sistema de drenagem das pistas e causar danos estruturais. Se levados diretamente para os corpos d’água próximos das vias podem poluir áreas de preservação ambiental. Além disso, a água parada gerada pelo lixo a céu aberto contribui com a proliferação de vetores como mosquitos, pulgas e moscas.

Proteja sua casa da dengue*

80% dos criadouros do mosquito Aedes aegypti estão dentro das residências. Saiba como eliminá-los:

– Vede a caixa d’água, galões, poços e tambores;

– Remova folhas e qualquer outra coisa que impeça a água de correr pelas calhas;

– Mantenhas bandejas de geladeira e eletrodomésticos secas;

– Mantenha potes com água para animais sempre limpos;

– Elimine os pratinhos as plantas ou deposite areia nos espaços que retenham água;

– Mantenha garrafas, baldes e pneus cobertos;

– Coloque o lixo em saco plástico e mantenha a lixeira sempre fechada.

 

 

Fundo Social de Santa Cruz distribui mais de 3.000 ovos de Páscoa

VER NOTÍCIA

Trio de mulheres traz palestra sobre a descoberta do brilho interior

VER NOTÍCIA

Atiradores de Santa Cruz realizam doação de sangue e arrecadação de leite

VER NOTÍCIA