Política

Prefeitura inicia campanha de fiscalização de terrenos e imóveis para combater a Dengue

 

 

A Prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo estará intensificando a fiscalização de terrenos e calçadas nas próximas semanas como forma de evitar a proliferação da dengue e de animais e insetos peçonhentos.

De acordo com o Departamento de Fiscalização Municipal, a média mensal de notificações para a limpeza de lotes gira em torno de 200, sendo que 10% dos proprietários advertidos não cumprem a ordem. Nesses casos, uma multa é emitida em nome do proprietário do imóvel.

A limpeza dos terrenos e calçadas é uma obrigação do proprietário, sendo prevista por lei a autuação daqueles que não cumprirem com esse compromisso. O setor de fiscalização realiza a vistoria dos imóveis e lotes de forma proativa e também por meio de denúncias através da Ouvidoria. Se constatada a falta de limpeza, o proprietário é notificado e tem até 10 dias para cumprir a ordem. Após esse prazo, os fiscais voltam ao local para uma nova vistoria.

Caso a limpeza não seja realizada, a Prefeitura lavrará o auto de infração, e se não for quitada a multa, o nome do proprietário será incluso no cadastro da dívida ativa municipal e após, levado a protesto com registros nos serviços de proteção ao crédito e cobrança judicial, se for o caso.

O valor da multa para não limpeza de terrenos pode variar de 2 a 6 UFM’s (unidade fiscal do município) mais 0.03 UFM por m² da área, já para quem deixar de conservar a calçada, a multa pode variar entre 3 a 10 UFM’s, estando a UFM atualmente fixada em R$ 104,28.

Além de evitar transtornos, a limpeza de calçadas e terrenos é uma questão de saúde pública. Conserve limpo seu imóvel!

 

 

Governador sanciona projeto de Ricardo Madalena que obriga divulgação dos radares

VER NOTÍCIA

Assembleia aprova projeto de Ricardo Madalena que obriga divulgar localização de radares

VER NOTÍCIA

Prefeitura de Santa Cruz investe meio milhão de reais em implantação de led

VER NOTÍCIA