Saúde

Mamãe de primeira viagem precisa de amparo e informação

 

 

Uma das piores situações que pode envolver uma mãe que vive as primeiras semanas com seu primeiro filho é a família e amigos encherem ela de “dicas”, “orientações” e “regras”. Neste momento, todo mundo vira especialistas em diversos assuntos: banho, cólica, mamadas, choro, sono, roupinha de bebê, etc.

Toda ajuda é bem-vinda. Mas ajuda, e não intromissão e invasão de privacidade. Na ânsia de ajudar e participar (ou, ainda, de meter o nariz onde não é chamado) as pessoas próximas acabam confundindo e pressionando a mãe.

A mulher nesta fase já está cheia de dúvidas e insegurança. Some a esses fatores o cansaço e teremos uma situação propícia para estresse e até depressão pós-parto. “A mãe precisa de espaço, calmaria e compreensão. Ficar em cima falando o que é certo e errado acaba sendo um julgamento que só faz mal a essa mulher. Na maioria das vezes as pessoas até fazem com boas intenções, mas é preciso deixá-la viver essa experiência da maneira mais tranquila e menos sufocante possível”, diz a enfermeira Nayara Moreno, Responsável Técnica do home care AleNeto Enfermagem , coordenadora de grupos de assistência de puerpério (para mães e recém-nascidos) e de babás.

Segundo Nayara, o que é importante neste caso é dar amparo sentimental para a mulher e abastece-la com informações embasadas e de fato úteis. A mãe deve estabelecer um ritmo de cuidados e, quem está a sua volta, sejam profissionais ou familiares, ajudar respeitando esse ritmo e, se for o caso, propor alternativas melhores e mais eficientes, desde que se tenha experiência e competência para isso.

Outra situação abominável é ficar comparando os tipos de cuidados com outras mães e bebês, mesmo que quem o faça use a própria experiência pessoal. A individualidade deve ser respeitada neste caso.

A AleNeto Enfermagem, que atende em Santa Cruz do Rio Pardo, Ourinhos e região, tem uma equipe especialista em assistência de puerpério e para trabalhos de babás. O home care oferece todos os procedimentos de enfermagem em domicílio e plantões completos de enfermagem e cuidador de idosos, e também conta com profissionais especialistas em feridas/lesões crônicas e um pacote exclusivo para banhos. Além de consultas de enfermagem no consultório ou no domicílio. Para saber mais sobre o assunto e conhecer de perto o trabalho da empresa, ligue (14) 3372-0631 e (14) 99747-0154. Visite também o site em www.alenetoenfermagem.com e as páginas no Facebook (@AleNetoEnfermagem) e no Instagram (@aleneto_enfermagem).

 

 

Santa Cruz recebe visita de técnicos do Ministério da Saúde

VER NOTÍCIA

Equipe de enfermagem participa de educação continuada

VER NOTÍCIA

106 casos de dengue em Santa Cruz, Centro e Vila Saul são os locais mais afetados

VER NOTÍCIA