Revista

Secretaria da Justiça de São Paulo lança campanha contra intolerância religiosa

 

 

A ação visa a alertar a população sobre esse tipo de crime e divulgar os canais para denúncias

 

A intolerância religiosa é crime. Para alertar a população e cultivar o respeito, o governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Justiça e Cidadania, lança nesta quarta-feira, 27, às 10h, a campanha Respeitar o Próximo é Cultivar a Paz. Entre janeiro de 2015 e o primeiro semestre de 2017, o Brasil registrou uma denúncia de intolerância religiosa a cada 15 horas. O levantamento realizado pelo então Ministério dos Direitos Humanos revelou que o Disque 100, canal que reúne essas denúncias, recebeu quase 1.500 reclamações no período.  Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais lideram os casos.

“Situações que envolvam preconceito religioso precisam ser superadas. O Brasil é o país com o maior sincretismo religioso do mundo. Essa fusão está relacionada às questões históricas, processo de colonização e de formação do povo”, lembra o secretário da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti.  

A campanha também divulgará o Fórum Inter-Religioso para uma Cultura de Paz e Liberdade de Crença, da Secretaria da Justiça e Cidadania, criado para implantar políticas de enfrentamento e combate à intolerância religiosa e para estabelecer um canal de diálogo entre as religiões. O Fórum, pioneiro no país, foi implantado pela Lei nº 14.947/2013, tem 101 representantes de 22 segmentos religiosos e da sociedade civil.

“Recebemos dezenas de denúncias que envolvem desde agressões verbais e físicas até depredações e incêndios de terreiros de religiões de matriz africana. A vítima é orientada a contatar o Ministério Público e a Polícia Civil para ter resguardado o seu direito de liberdade religiosa”, afirma a presidente do Comitê Gestor e secretária-geral do Fórum, Vania Maria da Silva Soares.  

“A Constituição Federal determina no artigo 5°, inciso VI, que a liberdade de consciência e de crença é inviolável, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.”, afirma o secretário da Justiça e Cidadania. 

A campanha que trata da intolerância religiosa é permanente. As denúncias podem ser feitas pelo e-mail denunciaintoleranciareligiosa@justica.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 3291-2624.

A campanha contará com materiais virtuais que fazem alusão ao tema. Eles serão divulgados no site e nas mídias sociais da Secretaria da Justiça e da Fundação CASA. As peças serão replicadas nos canais de comunicação virtual do Tribunal de Justiça de São Paulo, do Ministério Público Estadual e da OAB-SP. A TV Minuto do Metrô e o painel do Itaú na Marginal Pinheiros, na capital paulista, também retransmitirão o conteúdo.  

Programação

A partir das 10h, no auditório Espaço da Cidadania “André Franco Montoro” na SJC, o pós-doutor em educação pela PUC-SP Ronilson de Souza Luiz proferirá a palestra Intolerância Religiosa: Pare, Olhe, Escute. “A palestra abordará o cotidiano do Cristianismo, Judaísmo, Islamismo e as religiões de matriz africana. A temática da intolerância religiosa não é nova, foi e ainda é o combustível para alimentar várias guerras no mundo. Além disso, as redes sociais podem influenciar no debate, razão pela qual a temática precisa passar e fazer ninho nas escolas”, comentou.

Na sequência, o filósofo Luiz Carlos Garcia Vieira apresentará a palestra O Gene da Tolerância como Imunidade de Vida. “Sem a semente da tolerância, Estado e Religião e tudo o mais se misturam num caldo indecifrável de ressentimento tóxico. Com o cultivo de uma ‘estufa/cultura/espiritualidade’ de tolerância em geral e religiosa em particular a paz floresce e a vida coletiva fica enriquecida de imunidade”, afirmou.

Tramita na Assembleia Legislativa de São Paulo projeto de lei da deputada Leci Brandão que estabelece punição administrativa à prática de atos discriminatórios por motivos religiosos.  O projeto inclui o pagamento de multas pelos agressores.

 

 

Escola Genésio Boamorte conquista ótimos resultados no programa “Inova Educação”

VER NOTÍCIA

Santa Cruz terá Fundação Municipal de Ensino “Celso Fleury Moraes”

VER NOTÍCIA

OAPEC ensino superior realizará a palestra “Novas Regras Trabalhistas em Tempos de Crise”

VER NOTÍCIA