Saúde

Idoso tem muito a ensinar sobre preservação ambiental

 

 

A discussão do momento são as queimadas na Amazônia e os grandes prejuízos que a falta de uma política ambiental eficiente e inteligente nos traz. Uma das melhores maneiras de se cuidar do meio ambiente é começando por nossa própria casa e pela natureza que nos cerca. E neste ponto os idosos têm muito a nos ensinar.

Já reparou como nossos avós gostam de cultivar plantas, sabem muito sobre elas e sempre têm um jardim ou vasos espalhados pela casa? “Quem tem mais de 60 anos hoje, na maioria das vezes, cresceu na Zona Rural ou teve muito contato com ela na infância. Por isso, o idoso é mais íntimo das árvores, plantas e flores e sabe a importância de se preservar isso tudo, pois muitos já se relacionaram e dependeram da natureza para ter uma melhor qualidade de vida. Coisa que o jovem de hoje dificilmente dá valor”, afirma Alexandre Moreno, diretor da AleNeto Enfermagem, empresa de home care especializada nos cuidados com idosos.

A questão de preservar também tem muito a ver com a educação que essas pessoas tiveram há décadas atrás e, consequentemente, a relação delas não só com o meio ambiente, mas também com bens de consumo. “Hoje vivemos uma cultura em que tudo é descartável e o que se tem hoje será trocado amanhã. Antes, a educação era voltada para que as coisas durassem anos, até mesmo porque, em se tratando de bens de consumo, era muito difícil consegui-las de novo. Assim, o idoso tem muito zelo e carinho com tudo que o cerca”, completa Alexandre Moreno.

A AleNeto Enfermagem atende as regiões de Ourinhos, Santa Cruz do Rio Pardo e Bauru oferecendo assistência domiciliar completa de enfermagem e uma equipe competente e treinada de cuidadores de idosos, além de todos os procedimentos de enfermagem em domicílio, como um pacote exclusivo para banhos. O home care também oferece serviço de babás e de enfermagem para recém-nascido. A novidade é o serviço de furinho de orelha em bebês, com técnica humanizada e o procedimento no ponto neutro de acupuntura, que traz muito mais conforto e segurança ao bebê. Ligue (14) 3372-0631 e (14) 99747-0154.

 

 

 

 

Covid-19: sete internações só no final de semana em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Covid-19 em Santa Cruz: 808 casos positivos e 786 pessoas curadas

VER NOTÍCIA

Depois de três meses Santa Cruz registra caso positivo de dengue

VER NOTÍCIA