Policial

Imprudência e falta de experiência faz com que Santa Cruz amanheça com uma tragédia neste domingo

 

 

Três jovens (foto), morrem atropelados no inicio da manhã deste domingo

 

A população de Santa Cruz do Rio Pardo amanheceu neste domingo (22) com a noticia de uma tragédia, um acidente tirou a vida de duas adolescentes e um rapaz na rodovia Ipaussu-Bauru. Eles foram atropelados no acostamento da rodovia, um outro rapaz também estava com o grupo atropelado, mas apesar dos vários ferimentos não corre risco de morte.

O grupo foi atropelado por um Palio, conduzido por Antonio Marcos (29 anos). Ele também está internado, sofreu vários ferimentos, pois após atropelar os jovens o veiculo se chocou em uma árvore e ficou destruído.

Os quatro jovens estavam voltando para Santa Cruz a pé, eles tinham participado da festa do peão de Ipaussu.

Isabela Lorenzetti de Oliveira, de 15 anos, Kezia Cristina de Carvalho, 15 anos morreram na hora, Wesley Gabriel Batista, 20, chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O quarto atropelado, Carlos César da Silva Adorno segue internado.

O delegado que atendeu a ocorrência, Dr. Gabriel Ulisses, disse que alta velocidade e falta de experiência do motorista devem ser os principais motivos do acidente “Falta de experiência, alta velocidade, ele foi imperito na condução do veiculo, nós apuramos que a carta dele é provisória, apesar de já ter 29 anos ele ia pegar a definitiva ainda, ainda temos que apurar o que aconteceu, mas por ele perder o controle ocasionou toda essa tragédia” disse o delegado. 

Dr. Gabriel confirmou que o motorista foi submetido ao teste do bafômetro, e confessou ao delegado que havia ingerido bebida apenas no sábado pela manhã, e também disse que não se recorda de nada do acidente “A Policia Rodoviária fez o teste do etilômetro com a concordância do indiciado e deu resultado de 0,09, esse resultado prova que houve ingestão de alcool, mas para fins criminais não se configura o crime de embriaguez ao volante, na conversa que tive com ele, afirmou que havia bebido algo no sábado pela manhã, e que não se lembra de nada do acidente”.

O delegado também conversou com o sobrevivente “Ele fala que não viram nada, só depois quando estava cada um para um lado”.

O motorista será indiciado por homicidio culposo, quando não se tem intenção de matar, e pode pegar até 12 anos de prisão. Mesmo no hospital ele recebeu a voz de prisão, e fica preso até passar pelo judiciário.

Os corpos da vitimas estão sendo velado no velório do municipio e serão sepultados na manhã desta segunda-feira (23).

 

 

Mulher que abandonou bebê para comprar drogas é liberada após audiência de custódia

VER NOTÍCIA

Bebê de dois meses é encontrado abandonado, mãe foi presa

VER NOTÍCIA

Menina de 8 anos sofre abuso sexual em abrigo de Santa Cruz

VER NOTÍCIA