Entretenimento

Centro Cultural Special Dog promove musical ‘Outras Terras, Nossos Sons’

 

 

O musical será apresentado no Palácio da Cultura Umberto Magnani Neto (foto)

 

Nos dias 26 e 27 de outubro, o Centro Cultural Special Dog apresentará o musical “OUTRAS TERRAS, NOSSOS SONS”, fruto dos trabalhos vocal, rítmico e cênico realizados pela Maestrina Daniele Montuleze e pelos professores Bruno Bueno Machado Fernando Milani Rosela. As apresentações musicais envolverão cerca de 90 alunos das áreas de canto coral, percussão e artes circenses. Com início agendado para as 20h30, o ingresso será um litro de leite e a arrecadação será destinada às entidades sociais da cidade.

A temática central do musical é a influência dos ritmos e melodias africanas na cultura musical das Américas, principalmente no Brasil. A musicalidade é inerente às práticas do cotidiano da cultura africana. A música é parte integrante da vida social e religiosa: o canto, os instrumentos, as falas, os ritos, as festas, as danças, todos os afazeres do cotidiano envolvem ritmos, melodias, sacolejos e balanços. Mesmo os negros chegando às Américas de forma cruel, como escravos, a música foi a maneira de expressão mais profunda da dor e da busca pela liberdade.

Na América do Norte, o Negro Spiritual é um gênero musical criado pelos negros escravizados, que, enquanto trabalhavam, interpretavam letras religiosas, misturando dialetos africanos com o inglês, construídas com melodias e ritmos que exprimiam o lamento e o pedido de socorro: “Kumbayah my Lord, Kumbayah!” que significa “Socorro meu Senhor, socorro!”, canção que é entoada até hoje em ocasiões religiosas ou manifestações em prol das causas contra o preconceito e o racismo. O Negro Spiritual é um gênero que mostra claramente as raízes do Gospel, do Blues e do Jazz.

No Brasil, existe uma longa trajetória de identificação da população com as sonoridades africanas, que se traduz fortemente na raiz do “semba” – ritmo base da dança nascida na Angola, que significa “samba de umbigada”. O samba, o principal gênero musical do País, é resultante de matrizes musicais africanas. Foi com os símbolos da cultura negra brasileira que o samba se alastrou pelo território nacional, tornando-se uma das principais manifestações culturais populares do Brasil.

Falar, cantar, interpretar é a forma mais significativa de refletir sobre os fatos que envolveram a chegada dos negros em solo brasileiro, sua luta, sua força e a beleza de sua cultura, que na verdade, tonou-se a nossa. A musicalidade que permeia a identidade cultural brasileira reflete a África.

 

 

 

 

Sábado tem Festival de Música em Santa Cruz, veja a lista de finalistas

VER NOTÍCIA

Sítio do Pica Pau Amarelo encanta crianças em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Quinteto com membros da Orquestra Santa Cruz se apresenta no aniversário do CRAS

VER NOTÍCIA