Entretenimento

Centro Cultural Special Dog promove musical ‘Outras Terras, Nossos Sons’

 

 

O musical será apresentado no Palácio da Cultura Umberto Magnani Neto (foto)

 

Nos dias 26 e 27 de outubro, o Centro Cultural Special Dog apresentará o musical “OUTRAS TERRAS, NOSSOS SONS”, fruto dos trabalhos vocal, rítmico e cênico realizados pela Maestrina Daniele Montuleze e pelos professores Bruno Bueno Machado Fernando Milani Rosela. As apresentações musicais envolverão cerca de 90 alunos das áreas de canto coral, percussão e artes circenses. Com início agendado para as 20h30, o ingresso será um litro de leite e a arrecadação será destinada às entidades sociais da cidade.

A temática central do musical é a influência dos ritmos e melodias africanas na cultura musical das Américas, principalmente no Brasil. A musicalidade é inerente às práticas do cotidiano da cultura africana. A música é parte integrante da vida social e religiosa: o canto, os instrumentos, as falas, os ritos, as festas, as danças, todos os afazeres do cotidiano envolvem ritmos, melodias, sacolejos e balanços. Mesmo os negros chegando às Américas de forma cruel, como escravos, a música foi a maneira de expressão mais profunda da dor e da busca pela liberdade.

Na América do Norte, o Negro Spiritual é um gênero musical criado pelos negros escravizados, que, enquanto trabalhavam, interpretavam letras religiosas, misturando dialetos africanos com o inglês, construídas com melodias e ritmos que exprimiam o lamento e o pedido de socorro: “Kumbayah my Lord, Kumbayah!” que significa “Socorro meu Senhor, socorro!”, canção que é entoada até hoje em ocasiões religiosas ou manifestações em prol das causas contra o preconceito e o racismo. O Negro Spiritual é um gênero que mostra claramente as raízes do Gospel, do Blues e do Jazz.

No Brasil, existe uma longa trajetória de identificação da população com as sonoridades africanas, que se traduz fortemente na raiz do “semba” – ritmo base da dança nascida na Angola, que significa “samba de umbigada”. O samba, o principal gênero musical do País, é resultante de matrizes musicais africanas. Foi com os símbolos da cultura negra brasileira que o samba se alastrou pelo território nacional, tornando-se uma das principais manifestações culturais populares do Brasil.

Falar, cantar, interpretar é a forma mais significativa de refletir sobre os fatos que envolveram a chegada dos negros em solo brasileiro, sua luta, sua força e a beleza de sua cultura, que na verdade, tonou-se a nossa. A musicalidade que permeia a identidade cultural brasileira reflete a África.

 

 

 

 

Segunda live do Curto Circuito Digital terá reprise do concerto de Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Live que abre o Curto Circuito Digital será nesta quarta-feira (14)

VER NOTÍCIA

Projeto Orquestra de Câmara Santa Cruz retoma aulas

VER NOTÍCIA