Educação

Educação municipal de Santa Cruz conquista selo “Bom Percurso”

 

Publicidade

 

No estado de São Paulo, apenas 31 redes de ensino conquistaram o selo.

 

A Rede Pública Municipal de Ensino de Santa Cruz do Rio Pardo – SP, foi reconhecida pelo comitê técnico de duas renomadas associações civil: instituto Rui Barbosa (CTE-IRB) e o Interdisciplinaridade e evidências no debate educacional (Iede), em um estudo nacional denominado “Educação que Faz a Diferença” que teve como objetivo identificar boas práticas de gestão, acompanhamento pedagógico e administrativo. O anúncio foi na última quinta-feira (25).

Dos 5.570 municípios do Brasil, apenas 118 redes foram reconhecidas por seus bons resultados no Ensino Fundamental com o selo Excelência, Bom Percurso ou Destaque Estadual.

Apenas duas Redes Municipais de Educação receberam o selo de Excelência Sobral (CE) e Jales (SP). No Estado de São Paulo apenas 31 redes de ensino municipal dentre eles Santa Cruz do Rio Pardo, conseguiram o selo “Bom Percurso”. Confira as cidades: Amparo, Andradina, Atibaia, Birigui, Catanduva, Cerquilho, Dracena, Eldorado, Franca, Itapeva, Itatiba, Jaguariúna, Jundiaí, Leme, Limeira, Louveira, Marília, Pedreira, Piedade, Pilar do Sul, Pindamonhangaba, Piraju, Presidente Venceslau, Rancharia, Registro, Santa Bárbara d’Oeste, Santa Cruz do Rio Pardo, Sertãozinho, Socorro, Taquarituba e Vargem Grande do Sul.

Os critérios analisados foram indicadores como aprendizado dos estudantes em Língua Portuguesa e Matemática, segundo o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017; Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) atual e evolução desde 2005; e taxas de aprovação, conforme o Censo Escolar.

As redes reconhecidas com o selo Excelência e Bom Percurso buscam garantir a aprendizagem da maioria dos alunos; reduzem as desigualdades e não deixar nenhum estudante para trás; apresentam avanços consistentes na aprendizagem dos alunos ao longo dos anos.

Visando compreender em profundidade as práticas e estratégias utilizadas, auditores dos Tribunais de Contas identificaram estratégias e práticas pedagógicas comuns nas redes com bons resultados no Ensino Fundamental: Utilização de sistemas de gestão e de acompanhamento dos estudantes; suporte constante por parte das Secretarias de Educação, com visitas frequentes às escolas; monitoramento contínuo da aprendizagem dos alunos; investimento na gestão escolar, com incentivo ao protagonismo das escolas; oferta constante e diversificada de formação continuada; e cultura de observação de aulas, com devolutivas construtivas.

É importante ressaltar que, para determinar se uma escola ou rede de ensino é de boa qualidade, não basta apenas analisar a aprendizagem de seus estudantes. Há vários fatores que influenciam os resultados, como as oportunidades educacionais e os desafios de gestão escolar e de sala de aula em contextos mais vulneráveis, em que há baixa motivação intrínseca de crianças e jovens para aprender. Esses fatores são muito influenciados pelo contexto socioeconômico das famílias e pela valorização que a sociedade, de uma forma geral, dá à Educação. Contudo, embora em número bastante distante do desejável, há, sim, ótimas escolas municipais de Ensino Fundamental e redes que estão conseguindo avanços significativos e que, muitas vezes, não são devidamente reconhecidas.

“A Secretaria Municipal de Educação agradece aos professores, monitoras, coordenadores pedagógicos, diretores, equipe da secretaria escolar, limpeza, alimentação escolar, motoristas e segurança que fazem as escolas funcionar e também as famílias pais e ou responsáveis e alunos. É por eles, para que tenham seu direito à aprendizagem garantido, que realizamos o nosso trabalho. Muito obrigado, estamos muito orgulhosos de vocês” comentou Marco Aurélio Marteline, Secretário Municipal de Educação.

 

Santa Cruz terá Fundação Municipal de Ensino “Celso Fleury Moraes”

VER NOTÍCIA

OAPEC ensino superior realizará a palestra “Novas Regras Trabalhistas em Tempos de Crise”

VER NOTÍCIA

Associação Musical Santacruzense recebe kit audiovisual

VER NOTÍCIA